Espanha: café comércio justo duplicou suas vendas em 2010

Imprimir

Os produtores de comércio justo, com certificação Fairtrade, aumentaram as vendas em 82,5% na Espanha, para 14,9 milhões de euros (US$ 21,35 milhões), dos quais 10,5 milhões (US$ 15,04 milhões) correspondem à comercialização de café, que duplicou seu volume de negócios com relação ao ano anterior.

De acordo com o informado pelo Fairtrade Espanha em um comunicado, esse crescimento na comercialização de café com o selo de comércio justo se apoia nas campanhas de promoção realizadas no ano passado nos estabelecimentos de hotelaria. Esse canal é o que tem aportado maior dinamismo às vendas de comércio justo em 2010, com um crescimento no valor estimado de 170%.

Depois do café, os produtos doces e com cacau são os mais solicitados e entre açúcar, caramelos, chocolates e sorvetes, a Fairtrade atendeu uma demanda em 2010 no valor de 3,4 milhões de euros (US$ 4,87 milhões).

Na Espanha, os consumidores têm acesso a mais de 250 referências de comércio justo certificado e 64 marcas, espanholas e estrangeiras, que são oferecidas em quiosques de comércio justo em supermercados, bares, restaurantes, hotéis, entre outros. Do mesmo modo, a Fairtrade aponta um "número crescente" de administrações públicas apostando no comércio justo.

A organização disse que o comércio justo fomenta o desenvolvimento e nível de vida de produtores e trabalhadores nos países do Sul e que, em todo o mundo, mais de 1,2 milhão de produtores, pertencentes a 1.093 grupos de 83 países vendem suas colheitas e produtos através do canal Fairtrade. A reportagem é da agência EFE, traduzida e adaptada pela Equipe CaféPoint.

Fonte: CaféPoint

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *