Escola colombiana investe em futuros produtores de café

Imprimir

Buscando uma alternativa para diminuir a alta migração dos jovens para as grandes cidades, uma escola em Nariño, no sudoeste da Colômbia, resolveu repensar a forma como ensina seus alunos. AInstitución Educativa San Francisco de Asís incluiu na grade curricular atividades práticas relacionadas à produção do café. E, assim, passou a investir em futuros produtores e a contribuir para a cultura cafeeira local.

A escola acredita que as crianças devem estar preparadas também para o trabalho no campo – não apenas nas grandes cidades. Por isso, alia as matérias normais de um colégio com uma espécie de preparação para a produção de café e para a rotina em uma fazenda ou plantação.

Isso inclui a criação de porcos, galinhas e peixes, para alimentação e arrecadação de renda. Segundo o Daily Coffee News, as crianças aprendem não apenas a parte prática, mas também a como obterem melhores vendas e crescerem com o próprio negócio.

A instituição também é beneficiada pelo projeto Borderlands Coffee, que ajuda pequenos produtores em áreas de conflito na Colômbia e no Equador. A iniciativa pertence à organização CRS, e visa trabalhar ao lado do produtor para reduzir os riscos e as consequências das guerras civis.

Excelente notícia vinda da terra de Juan Valdez!

Por: Lucas Tavares
Mexido de ideias  Curiosidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *