Escassez de Robusta leva à maior alta de 21 meses no mercado, aponta OIC

Imprimir
Em outubro a alta dos preços do café foi significativa, pois as preocupações com a oferta dos Robustas não se desfizeram. A média mensal do indicativo composto da OIC atingiu seu nível mais alto de 21 meses, de 142,68 centavos de dólar dos EUA por libra-peso, e o indicativo dos Robustas, seu nível mais alto de dois anos. Outro fator que ajudou a alavancar o mercado foi a especulação sobre a próxima safra brasileira de 2017/18, embora ainda seja muito cedo para tirar conclusões. O total das exportações de 2015/16 revelou uma contração final de 0,7%, pois, em volume, o aumento das exportações dos Arábicas foi superado por uma redução dos embarques dos Robustas.

Veja o relatório da OIC logo abaixo:

 

Fonte: Organização Internacional do Café – OIC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *