ES exporta um dos maiores volumes em dólares da história

Imprimir

O Espírito Santo fechou 2011 com um total de 5.782.992 sacas de café exportadas, o segundo maior volume da história da exportação de café no Espírito Santo, perdendo apenas para o ano de 2002. Outro recorde foi o valor movimentado, que superou as expectativas e atingiu U$S 1.062.572.263,70. Os dados são do relatório divulgado pelo Centro do Comércio de Café de Vitória (CCCV).

Foram exportadas 1.122.229 sacas a mais do que em 2010. O destaque é para o café conilon que, em 2011, enviou para o exterior 2.538.023 sacas da espécie, volume 153% superior ao exportado no ano anterior. Já de arábica, foram 2.958.988 sacas. Na lista dos países compradores do grão, os Estados Unidos aparecem em primeiro lugar. Eles foram responsáveis pela importação de 22,72% do café que embarcou pelo Espírito Santo. Alemanha e México ocupam a segunda e terceira posições, respectivamente.

A safra de 2011 também foi a maior da história do Estado, com recorde mais uma vez para o café conilon. Dos 11,5 milhões de sacas colhidas no ano passado, 8,5 milhões foram da espécie, uma boa notícia para iniciar 2012, ano do centenário da chegada dos primeiros grãos de conilon no Espírito Santo, trazidas pelo então governador Jerônimo Monteiro.

“Outro dado importante é que cresceu consideravelmente a qualidade do nosso café, tanto do arábica quanto do conilon. As chuvas ajudaram e o trabalho desenvolvido pelo Incaper e pelo Cetcaf foram fundamentais para a mudança dos cafeicultores em relação à necessidade de se produzir cafés capixabas com qualidade. Isso mudou o olhar do Brasil e do mundo sobre o nosso produto. Eles já nos tratam com mais respeito”, afirma o presidente do CCCV, Luiz Polese.

Fonte: Portal Fator Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *