Epamig participa de treinamento para melhoria da qualidade do café em Rondônia

Imprimir

As tecnologias de pós-colheita de baixo custo voltadas para a agricultura familiar, desenvolvidas no âmbito do Consórcio Pesquisa Café, serão apresentadas para produtores, técnicos e profissionais da cafeicultura durante o treinamento para melhoria da qualidade do café em Rondônia. O curso será realizado no Campo Experimental da Embrapa Rondônia, em Ouro Preto do Oeste, nos dias 25 e 26 deste mês, por meio de ação conjunta entre a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Embrapa Café, Embrapa Rondônia, Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e Universidade Federal de Viçosa.

Rondônia é o segundo produtor de café conilon do Brasil, o que coloca a cafeicultura da região como atividade de grande importância econômica e social para o estado. O objetivo é capacitar os produtores e incentivar a aplicação dessas técnicas em prol da qualidade do café, promovendo a sustentabilidade do processo de produção. Para isso, o treinamento irá abordar tecnologias de colheita e pós-colheita adaptadas à agricultura familiar, além do Protocolo de Degustação Robustas Finos.

Nesta quinta-feira, 25, o pesquisador da Epamig Sérgio Donzeles vai tratar sobre a reutilização da água residuária no processamento do café, o aproveitamento agrícola e aspectos legais. Ele fará ainda demonstrações sobre o processamento via úmida e o reuso de água com emprego do sistema de Limpeza de Água Residuária (SLAR), tecnologias de secagem do café arábica e levantamento de demandas tecnológicas.

Segundo Sérgio Donzeles, além de facilitar e melhorar a pós-colheita, essas alternativas contribuem para reduzir as fontes de contaminação, valorizar a mão de obra, atender às exigências socioambientais e gerenciar as operações posteriores como transporte, separação e beneficiamento, incrementando a qualidade do produto. Os equipamentos demonstrados no treinamento são adequados para construir uma infraestrutura mínima para produção de café com qualidade a um custo baixo e com alta produtividade para competir com grandes produtores, avalia.

No segundo dia do treinamento, o degustador da Conilon Brasil, Arthur Fiorotti, vai abordar temas como o Protocolo de Degustação de Robustas – um padrão internacional de classificação da qualidade do café -, o sistema de pontuação e pós- colheita e qualidade do café.

As inscrições para o curso podem ser feitas no Campo Experimental da Embrapa Rondônia, em Ouro Preto do Oeste, na Avenida Gonçalvez Dias – s/n°, telefone (69)3461-3235. Em Porto Velho, as informações podem ser obtidas com a Embrapa Rondônia pelo número (69)3225-9387.

Fonte: Embrapa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *