Embrapa contata viveiristas para multiplicação de mudas da primeira cultivar de café

Imprimir

Viveiristas dos municípios de Nova Brasilândia, Alto Alegre dos Parecis, Cacoal, Vale do Paraíso e Buritis, em Rondônia, estão sendo visitados, no período de 12 a 16 de junho, por representantes da Embrapa Rondônia, para tratar sobre a multiplicação de mudas da cultivar de café Conilon BRS Ouro Preto, a primeira desenvolvida pela Embrapa. A iniciativa faz parte da elaboração do Plano de Marketing da cultivar, no qual estão sendo definidos os critérios que garantam que as mudas sejam multiplicadas em viveiros certificados pelo Mapa e cheguem aos produtores rurais.

“Esperamos contar com o aporte financeiro dos governos estadual e federal para garantir a disponibilização das mudas aos produtores num prazo de dois anos”, diz o chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Rondônia, Samuel Oliveira.

De acordo com os pesquisadores André Rostand e Rodrigo Rocha, melhoristas da Embrapa Rondônia que trabalharam no desenvolvimento da nova cultivar, assim que os viveiros forem selecionados, eles receberão as estacas certificadas para instalação de jardim clonal.

Cultivar

Desde o dia 5 de abril deste ano, a cultivar consta no Registro Nacional de Cultivares, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Ela é recomendada especialmente para Rondônia – segundo produtor de café conilon do Brasil – e foi obtida pela seleção de cafeeiros com características adequadas às lavouras comerciais do estado e adaptada ao clima e ao solo da região.

Fonte: Embrapa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *