Duas xícaras de café diárias podem causar incontinência urinária em homens

Imprimir

Quem tem problemas de incontinência urinária deve ter moderação no consumo de cafeína, sugere novo estudo (Foto: Getty Images)

A quantidade de cafeína tipicamente encontrada em duas xícaras de café pode agravar, se não ser a principal causa, da incontinência urinária masculina, sugere uma nova pesquisa. Os envolvidos no estudo sugerem que homens que consomem mais cafeína estão mais propensos a ter este problema quando comparados aos que tomam menos. As informações são do jornal Daily Mail.

Publicado no Journal of Urology, a pesquisa mostra que a cafeína pode causar irritação na bexiga ou até mesmo agravar o problema. Muitos estudos já relacionaram a substância à incontinência urinária entre mulheres, mas pouco se sabia sobre a conexão similar com os homens. O time de pesquisadores usou respostas de cerca de 4 mil homens à uma pesquisa nacional de saúde, entre os anos de 2005 e 2008. Eles investigaram quantos tinham incontinência urinária e quanto de cafeína ingeriam, além da quantidade de água que bebiam.

De um modo geral, os homens consumiam uma média de 169 mg de cafeína todos os dias – a média de uma xícara é de 125 mg. Cerca de 13% dos homens relataram vazamento, mas apenas 4,5% tiveram um problema considerado moderado ou grave. Depois de ajustar a idade dos homens e outros fatores de risco, os pesquisadores descobriram que aqueles que comiam ou bebiam 234 mg de cafeína por dia eram 72% mais propensos a sofrer de incontinência urinária de moderada a grave do que os que consumiam menos. Em homens que ingeriam mais de 392mg de cafeína diariamente, essa probabilidade de sofrer do problema ainda dobrava.

Alayne Markland, uma dos autoras do estudo desenvolvido na University of Alabama, disse que os resultados não dizem respeito apenas à quantidade de líquido ingerida. Isso porque o consumo total de água não foi relacionado ao risco de incontinência. Isso reforça a teoria de que a cafeína irrita a bexiga de alguma forma.

Ela ressaltou que as pessoas que sofrem do mal devem repensar a ingestão diária de cafeína. Em contrapartida, Bryan Voelzke, do departamento de urologia da University of Washington Medical Center  de Seattle, disse que o estudo não é suficiente para apontar a cafeína como fonte da incontinência, uma vez que alguns diuréticos também pode afetar o controle da urina. As estimativas indicam que mais de seis milhões de pessoas têm algum grau de incontinência urinária no Reino Unido.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *