Dólar cai mais de 1% e volta a fechar abaixo de R$ 1,60

Imprimir

O dólar voltou a recuar nesta segunda-feira (15), seguindo a melhora nos mercados externos. A moeda fechou em baixa de 1,31%, vendida a R$ 1,5898. No mês, a taxa de câmbio ainda acumula alta de 2,5%, boa parte na semana passada, em meio à forte turbulência por preocupações com os Estados Unidos e a Europa.

Nesta segunda, no entanto, investidores preferiram se concentrar na queda menor que a esperada do Produto Interno Bruto (PIB) japonês no segundo trimestre. O PIB recuou 0,3%, menos do que a mediana de 0,7% das previsões e do que a queda de 0,9% do primeiro trimestre.

O maior apetite por ativos considerados mais arriscados valorizou os principais índices acionários em Nova York, movimento acompanhado de perto pelo Ibovespa. Já o índice de volatilidade da CBOE, considerado termômetro do nervosismo dos agentes, despencou quase 13%, após chegar a disparar 50% na semana passada.

"A recuperação dos preços dos ativos de risco continuou, amparada, entre outros motivos, pelo PIB japonês melhor que o esperado", afirmou em relatório a equipe de analistas do Barclays Capital.

Para os estrategistas do HSBC, apesar da turbulência global, a valorização das commodities ainda deve oferecer suporte à moeda brasileira.

"O real é uma das moedas com desempenho superior, beneficiando-se dos fluxos advindos dos maiores preços das commodities e da demanda ainda forte da China, além do robusto mercado interno brasileiro", escreveu a equipe em relatório.

Fonte: G1 com Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *