Dívida pode deixar Brasil fora de reunião do café na OIC, avisa Senador

Imprimir

O senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) alertou nesta terça-feira (22) para o fato de que o Brasil corre o risco de, pela primeira vez, não ter assento, nem voz e voto na reunião anual da Organização Internacional do Café, que ocorrerá em Milão, na Itália, a partir do dia 2 de outubro.

Segundo o senador, essa situação vergonhosa se deve à desorganização do governo, que ainda não pagou a dívida de 300 mil libras esterlinas que o país tem com a entidade, que reúne produtores e exportadores de café do mundo inteiro e é, inclusive, presidida por um brasileiro.

Ricardo Ferraço explicou que, pelo estatuto da organização, quem está inadimplente não pode participar da reunião. O valor devido pelo Brasil equivale a 3 mil sacas de café, o que, na opinião do senador, é muito pouco para um país que produz 40 milhões de sacas. Ferraço pediu ao governo que pague logo o que o Brasil deve à Organização Internacional do Café.

— Eu quero crer que Kátia Abreu, nossa ministra da Agricultura, estará atenta a esse fato e não permitirá esse vexame, essa humilhação, que o nosso país estará submetido caso até sexta-feira o Brasil não acerte suas contas com a organização. Vai ser uma humilhação para o nosso país, pela primeira vez, em 52 anos, não ter assento na reunião anual da Organização Internacional do Café.

Fonte: Agência Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *