Difusão de tecnologias celebra o aniversário da InovaCafé

Imprimir

Mantendo a tradição e o pioneirismo na área de cafeicultura, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) inaugurou no dia 27 de junho de 2014 a Agência de Inovação do Café (InovaCafé). Vinculada à Pró-Reitoria de Pesquisa e sediada no câmpus da Universidade, a InovaCafé integra em um mesmo espaço físico as iniciativas voltadas ao desenvolvimento de inovações para o setor cafeeiro, por meio da interação de profissionais e estudantes em projetos de ensino, pesquisa e extensão.

Para celebrar o seu aniversário de dois anos, a Agência, juntamente com os núcleos de estudos parceiros, elaborou uma programação especial a fim de compartilhar as inovações e tecnologias que são geradas dentro da organização. Cerca de quarenta estudantes dos cursos de Agronomia, Engenharia Agrícola, Engenharia Florestal, Ciências Biológicas, Filosofia, Administração e Engenharia dos Alimentos, além de cafeicultores, participaram do evento gratuito promovido nessa quarta-feira, 29.

Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer a InovaCafé e participaram de minicursos na lavoura sobre: “Processo de Clonagem de Café Arábica por meio de estaquia”, com o Núcleo de Estudos em Melhoramento e Clonagem (Nemec); “Implantação da lavoura com o uso de polímero hidrorretentor”, com o Núcleo de Estudos em Cafeicultura (Necaf); “Deriva de herbicidas na cultura do café”, com o Grupo de Estudos em Herbicidas, Plantas Daninhas e Alelopatia (Ghpd); e “Colheita semi mecanizada” com o Núcleo de Estudos em Máquinas Agrícolas e Portáteis (Nemaport).

Demonstração de utilização de máquinas no campoNo anfiteatro foram apresentados os processos de “Pós-Colheita do café”, com o Núcleo de Estudos em Pós-Colheita do Café (Pós-Café); “Formas de preparo e padrão da bebida”, com o Núcleo de Estudos em Qualidade, Industrialização e Consumo de Café (QI Café); e “Terceira Onda do Café”, com o Bureau de Inteligência Competitiva do Café. A programação foi finalizada com aplicação do teste de aceitabilidade de brigadeiro de café promovido pelo QI Café e sorteio de brindes.

“Achei bastante interessante o evento, uma vez que ele foi direcionado para um público que ainda não tem contato com o café, isso que me chamou atenção, pois não tive ainda nenhum contato com a área. Foi muito legal aprender sobre como diferenciar um café especial, analisando o sabor, o aroma e o modo de preparo, para conseguir diferenciar do café que estamos acostumados a beber, que não tem a mesma qualidade”, explica o estudante do 6º período de Agronomia da UFLA, Alan Eduardo.

O estudante do 8º período de Engenharia de Alimentos da UFLA, Celso Rodrigues, teve o seu primeiro contato com o universo do café e acredita que o movimento caracterizado como a “terceira onda do café” apresenta um grande potencial de mercado e pode ser bastante explorado por diferentes profissionais, sendo uma excelente oportunidade para atuação. O cafeicultor e estudante do curso técnico em Cafeicultura do Instituto Federal de Muzambinho, William Adriano da Silva, não conhecia a InovaCafé é acredita que a criação da Agência foi algo necessário para impulsionar a cafeicultura, uma vez que sua localização é estratégica. “Todo o conhecimento adquirido no evento enriquece a minha atuação no campo. O estudo sobre a qualidade do café é algo bem sugestivo, uma tremenda necessidade para o produtor avaliar cada vez mais a qualidade do seu produto”, ressalta Wiliam.

Apresentação dos núcleos de estudos parceiros da InovaCaféO diretor da Agência e professor da UFLA, Luiz Gonzaga de Castro, avaliou o evento de forma positiva e afirma que outras ações como essas serão promovidas a fim de disseminar informações sobre a cafeicultura na região: “Acreditamos que a melhor forma de comemorar é compartilhando o que temos de melhor: o conhecimento. diante disso, apresentamos aos participantes as tecnologias e inovações que foram geradas na Universidade e que são aplicadas nas etapas de produção do café”, explica Gonzaga.

Agência

A Agência é fruto da articulação do Polo de Excelência do Café, Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sectes), UFLA e Ministério da Educação (MEC), contando com o apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). Também contribuem para a atuação da Agência o Consórcio Pesquisa Café e INCT-Café.

Fonte: Ascom InovaCafé (Por Vanessa Trevisan)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *