Dia de campo sobre cafeicultura é realizado em Vila Pavão, no Espírito Santo

Imprimir

Com o objetivo de promover o desenvolvimento da cafeicultura sustentável, o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), em parceria com a Syngenta, realizou um Dia de Campo sobre café conilon na propriedade do agricultor Braz Marré, no Córrego do Tamanduá, em Vila Pavão, no Espírito Santo.

No evento foram abordados os seguintes temas: tecnologias para reservação de água e manejo da irrigação, apresentadas pelo extensionista do Incaper João Luiz Perini; segurança no trabalho e uso correto de agrotóxicos, com instrução da engenheira agrônoma da Syngenta Dominique Machado, e manejo de pragas e doenças, abordado pelo representante técnico de vendas da Syngenta Marcelo Ribeiro.

A propriedade na qual foi realizado o evento apresenta uma área de 24 hectares, em que 4,70 hectares são voltados para a cultura do café conilon em um consórcio entre coco e café. O restante da plantação está dividido entre pimenta-do-reino, pastagem e áreas de Área de Proteção Permanente (APP). No local, o produtor rural Braz Marré utiliza várias tecnologias desenvolvidas pelo Incaper, como as variedades de café conilon; poda programada de ciclo; métodos de conservação de solo e água; caixas secas, entre outras.

“Atualmente a propriedade vem passando por uma “transição” entre a utilização de defensivos químicos industrializados para um manejo integrado de pragas e doenças com a utilização de óleo de andiroba, óleo de neem, caldas naturais e biofertilizantes. Neste ano de 2017, segundo nossos cálculos, a produtividade está em torno de 130 sacas/hectare”, explica o extensionista Rogério Duraes de Oliveira.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Incaper

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *