CPR – Cédula de Produto Rural

CPR
– O que é?

A
CPR – Cédula de Produto Rural – foi criada como alternativa para capitalizar as
atividades da produção agropecuária, atraindo capitais privados. A sua comercialização
em bolsas de mercadorias ou em mercados organizados de balcão amplia a base de
venda da safra, permitindo ao produtor acesso a diversos mercados.

A
CPR é um título negociável no mercado a termo – através de bolsas de mercadorias
e de mercados organizados em balcão – autorizados a funcionar pelo Banco Central
do Brasil, no qual se compromete a vender antecipadamente sua produção
agropecuária, recebe o valor da venda quando efetua o negócio e
se obriga a entregar o produto negociado. Possui uma regulamentação
específica – Lei
nº 8.929, de 22 de agosto de 1994
. O título é transferível por endosso
e exigível pela quantidade e qualidade de produto nele previsto. O período de
emissão de CPR´s de café começa a partir de sua floração, época em que é possível
ao técnico estimar a safra.

A
venda por CPR, além de garantir a comercialização, antecipa ao produtor os recursos
necessários ao desenvolvimento de sua lavoura ou criação. A venda não é realizada
com base nos preços da safra passada, mas com as sinalizações do mercado futuro
para a época da entrega do produto acordada na CPR. Assim, o produtor, na hora
de plantar, passa a decidir de acordo com a tendência futura do mercado.

Quando
utilizar CPR Física?

O
produtor rural ou Cooperativa, pode utilizar CPR nas fases de planejamento ou
desenvolvimento e pré-colheita da lavoura.

Antes
de iniciar a sua lavoura, poderá precisar de recursos para adquirir máquinas
e implementos agrícolas, sementes, adubos e outros insumos. Então
emite uma CPR para levantar esses recursos do custeio ou para efetuar a troca
entre a Cédula e os insumos, diretamente com as empresas fornecedoras.

Se
na fase de desenvolvimento e pré-colheita, o dinheiro acabou e ainda tem
gastos a realizar com tratos culturais e trabalhos de colheita, emite uma CPR
e se torne autônomo, garantindo a equivalência-produto dessas despesas
com parte da sua safra.

Quando
utilizar CPR Financeira?

Se
o produtor rural ou a Cooperativa têm produto e acreditam que os preços
vão subir, então é o momento para emitir uma CPR Financeira,
e com vencimento fora do pico de safra. Podendo obter ganhos em função
de melhores cotações do produto no mercado.

Valor
de venda da CPR?

O
valor de venda da CPR é obtido com base em cotações do produto
no mercado futuro, desagiado para o dia da venda. Esse deságio varia em
função do prazo e do local de entrega (custo do frete).

Neste
Portal poderá encontrar um histórico de negociação
de CPRs do produto café para visualizar clique
aqui
.

No
artigo de Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros, Humberto F. S. Spolador e Leandro
A. Ponchio temos um esclarecimento sobre a formação da taxa da CPR
financeira
, disponível
no site do CEPEA/ESALQ clique
aqui para visualizar – "A formação da taxa de CPR de café".





FONTES: sites do Banco do Brasil e Bancoob

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *