Costa Rica: produtores têm dificuldade para obter financiamento

Imprimir

Cooperativas de produtores de café da Costa Rica, um dos países mais conhecidos por seus cafés gourmet, estão enfrentando dificuldades para garantir financiamento, apesar dos preços elevados da commodity atualmente. A Coopronaranjo, uma das maiores cooperativas de café do país, recentemente vem procurando bancos estrangeiros em busca de crédito, pois está difícil obtê-lo junto aos bancos nacionais.

"Eles não confiam no café", disse o diretor de vendas e exportações da Coopronaranjo, José Antonio Vega. Quando os preços internacionais do café despencaram, uma década atrás, muitos produtores não conseguiram pagar os empréstimos e alguns tiveram suas propriedades confiscadas. Desde então, são vistos com cautela pelos bancos costa-riquenhos, que enxergam no café um negócio arriscado.

"Como qualquer prática agrícola, o café é considerado uma atividade de alto risco", explicou o diretor financeiro do banco costa-riquenho Cathay Bank, Marco Chávez. "Avaliamos a entidade que está buscando financiamento, olhamos o tipo de instituição de café, se é grande e sólida, se sua situação financeira é adequada…"

Vega afirmou que a Coopronaranjo vem obtendo financiamento junto a um banco norte-americano e um banco suíço desde a temporada 2009/10. Ele explicou que os bancos locais que financiam produtores de café não costumam fazê-lo até que a cooperativa tenha os grãos estocados e prontos para vender. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *