Corte no orçamento não atingirá defesa agropecuária, diz Kátia Abreu

Imprimir

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, já definiu o que vai ficar de fora do novo corte no orçamento da pasta, de R$ 287,2 milhões, anunciado na última quinta-feira (30). No Twitter, ela afirmou que serão feitos ajustes em todas as áreas, com exceção da defesa agropecuária.

Ministra afirma que cortes orçamentários devem ser administrados "como dona de casa quando o marido perde o emprego, ou ela própria" (Foto: Arquivo)

"Corte zero em defesa", disse a ministra na rede social. "Recebemos mais um corte no orçamento. O Mapa vai se adequar com tranquilidade. Temos a certeza de que no ano que vem estaremos super bem", projetou.

Kátia Abreu disse que nos seis primeiros meses de 2015 foram economizados R$ 69 milhões e que esses recursos serão investidos em defesa agropecuária. Ela afirmou ainda que essa não é a primeira nem a última crise pela qual o Brasil passará. "O Agro sempre foi o braço forte nas crises. E nesta não será diferente. Vamos superar todas as dificuldades. O ajuste é necessário", argumentou. "Sempre dá pra economizar quando é preciso. Nós mulheres e donas de casa sempre fizemos isto em nossas casas, com nosso orçamento", afirmou.

Com o corte de R$ 287,2 milhões, a pasta passa a ter um novo limite global para gastos de R$ 1,935 bilhão. O Ministério do Desenvolvimento Agrário perdeu R$ 167 milhões, ficando com limite de R$ 1,697,1 bilhão. O da Pesca e Aquicultura não foi afetado e continua com limite global de R$ 156,2 milhões.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *