Cooxupé registra recorde no valor de negócios no primeiro dia da Femagri

Imprimir

Os produtores de café estão animados com a nova safra que logo começa a ser colhida nas principais áreas produtoras, após duas quebras consecutivas. Esse otimismo pode ser verificado na Femagri 2016 (Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas), que acontece até sexta-feira (18), em Guaxupé (MG). No primeiro dia do evento, a Cooxupé (Cooperativa Regional dos Cafeicultores em Guaxupé), que organiza a feira, registrou recorde no valor de negócios, foram R$ 26 milhões. O grão está bastante valorizado no mercado externo, o que também acaba ajudando a aumentar os negócios.

A cooperativa estima que o volume de negócios durante os três dias do evento seja 16% maior neste ano, totalizando R$ 120 milhões, movimentados com 35 mil pessoas. Mas já no primeiro dia, os números impressionaram os organizadores. "Tivemos um aumento de 30% no valor dos negócios só no primeiro dia da feira, totalizando R$ 26 milhões, um recorde em todas as edições", afirma o superintendente de desenvolvimento do cooperado, José Eduardo Santos Jr.

Na Femagri, a Operação "barter" tem sido bastante utilizada, com ela os cafeicultores podem adquirir equipamentos utilizando o café como moeda de troca. "Fazemos uma análise de crédito do produtor cooperado, levando em conta sua fidelidade. Com a liberação, o produtor pode fazer a compra e pagar o produto em três anos ou usar o café", afirma Santos.

A cotação da saca no primeiro dia do evento, no período da manhã, para as negociações foram de R$ 515,00 (para 2016); R$ 555,00 (2017) e R$ 590,00 (2018).

Além do valor mais alto pago pelo café, o presidente da Cooxupé, Carlos Paulino, afirma que o cenário para o cafeicultor neste ano é mais otimista e isso também impacta no crescimento da feira. "Apesar de ainda não ser o patamar ideal, o preço do café está bom e o produtor está mais consciente ao fazer seus negócios porque sabe que tem mercado. O setor é forte e a Bolsa de Nova York está ajudando com essa expectativa de alta", explica.

A produção de café na área de atuação da Cooxupé, que é a maior cooperativa exportadora do Brasil, deve atingir 9,5 milhões de sacas na safra 2016/17. Desse volume, 7,5 milhões de sacas serão apenas de cooperados. Dos associados, a cooperativa espera receber 4,9 milhões de sacas do grão na nova safra, além de adquirir outras 1,2 milhão de sacas no mercado.

Femagri 2016

A Cooxupé promove entre os dias 16, 17 e 18 de março a 15ª edição da Femagri (Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas). O evento conta com transmissão ao vivo do site Notícias Agrícolas

Em um espaço de 107 mil m², a feira traz as principais empresas ligadas à produção de café. O tema desta edição será: "Tecnologia e Conhecimento ao alcance do cooperado".

A principal feira de negócios para o café espera receber 35 mil pessoas com faturamento recorde de R$ 150 milhões.

Fonte: Notícias Agrícolas (Jhonatas Simião)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *