Cooxupé prevê receber 6 mi sacas de café em 2012

Imprimir

A Cooxupé, maior cooperativa de produtores de café do mundo, prevê ampliar o recebimento para 6 milhões de sacas em 2012, refletindo o bom momento da produção brasileira e também o período de alta do ciclo bianual da cultura na nova safra, cuja colheita começa em meados do ano.

A previsão de recebimento indica um crescimento expressivo na comparação com as 5,1 milhões de sacas recebidas em 2010, quando houve a última safra de alta do arábica.

"Sabemos que a safra de café é bianual, por isso, esperamos este ano um aumento significativo na produção dos nossos cooperados. O aquecimento do setor em 2011 permitiu que o produtor investisse mais na lavoura e temos a expectativa de bons números", disse Carlos Alberto Paulino da Costa, presidente da Cooxupé em nota.

Em 2011, ano de baixa do ciclo do arábica, a Cooxupé recebeu de seus cooperados 4,1 milhões de sacas.

Segundo a cooperativa, o bom momento do setor permitiu que a cooperativa comercializasse 5,1 milhões de sacas de café em 2011, com o preço médio de 477,86 reais a saca -valor 95,54 por cento maior que a média do período em 2002 a 2010.

A nova safra de café do Brasil (2012/13) é estimada pela Companhia Nacional de Abastecimento entre 49 e 52,3 milhões de sacas, um patamar recorde, enquanto analistas do setor preveem produção de até 55 milhões de sacas.

A Cooxupé está situada no sul de Minas Gerais, maior região produtor de café do Brasil.

RECEITA EM ALTA

A Cooxupé, que conta com 12 mil cooperados, registrou um aumento de 68 por cento no faturamento em 2011, atingindo a marca de 3 bilhões de reais, em meio aos melhores preços pagos pelo seu principal produto.

A cooperativa exportou 2,46 milhões de sacas, incremento de 31,97 por cento em relação ao ano anterior, segundo uma nota.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *