Cooxupé debate os impactos da estiagem e das altas temperaturas para as próximas safras

Imprimir

As expectativas e impactos nas safras de café de 2014, 2015 e 2016, devido à estiagem e às altas temperaturas, serão temas debatidos nesta sexta-feira, 28 de fevereiro, às 14h, no auditório da Cooxupé, em Guaxupé/MG. Ministrada pelo agrônomo e autor de diversos estudos no Brasil e no exterior, Alemar Braga Rena, a palestra, que também estará aberta para debate, deve trazer uma importante análise do futuro do café para cooperados e produtores da região.

“É um momento oportuno para este debate. As altas temperaturas que passamos no início do ano e a falta de chuva foram situações inéditas em nossa região e precisamos nos preparar para estas futuras mudanças”, avalia o coordenador de Desenvolvimento Técnico da Cooxupé, Mário Ferraz de Araújo.

O evento é aberto ao público.

Sobre Alemar Braga Rena
Agrônomo formado pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Mestre em Fisiologia Vegetal pela Universidade nacional de La Plata, Argentina, e PhD em Biologia pela Universidade de Illinois, USA, Professor Titular aposentado da UFV. Publicou inúmeros artigos técnicos-científicos e capítulos de livros no Brasil e exterior, entre eles o livro “Cultura do cafeeiro: Fatores que afetam a produtividade”, em 1986. É especialista em fisiologia e nutrição de plantas e cafeicultor na Zona da Mata mineira.

Sobre a Cooxupé
Com mais de 80 anos de história, a Cooxupé possui cerca de 11 mil cooperados – 84% deles pequenos produtores que vivem da agricultura familiar –, e recebe café produzido em mais de 200 municípios de sua área de ação, localizada nas regiões Sul de Minas, Alto Paranaíba (Cerrado Mineiro) e Vale do Rio Pardo (no estado de São Paulo). Pensando na diversificação de seus negócios, a Cooxupé também possui projetos como torrefação própria, auxilio na produção e comercialização de milho, fábrica de rações, laboratórios para análise do solo, geoprocessamento, entre outros investimentos. Além disso, a cooperativa vem, ao longo dos anos, ampliando mercados como o de cafés especiais e certificados.

Atualmente a Cooxupé é composta por 28 Unidades de Negócios, sendo: a Matriz (em Guaxupé), 8 Núcleos, 8 Filiais, 9 Unidades Avançadas e um Posto de Atendimento. A cooperativa ainda possui um escritório de exportação em Santos.

Fonte: Phábrica de Ideias – Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *