Cooperativas: últimos dias para inscrever projetos e captar recursos no Mapa

Imprimir

As cooperativas que ainda não apresentaram projetos para captar recursos destinados à capacitação dos associados têm até o dia 16 de novembro para fazer as inscrições no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio do endereço eletrônico www.agricultura.gov.br. Ao todo, o ministério disponibiliza R$ 2,4 milhões para financiar oito projetos que podem ser de qualquer região do País.

Os recursos poderão ser utilizados na capacitação do corpo técnico das cooperativas, de seus dirigentes e gestores, dos jovens e mulheres, além do quadro funcional de pequenas associações rurais e cooperativas de produção agropecuária usuárias dos programas governamentais de aquisição de alimentos (PAA) e nacional de alimentação escolar (PNAE). O máximo a ser disponibilizado para cada projeto é de R$ 200 mil, exceto para propostas de estrutura do cooperativismo, de R$ 800 mil.

A seleção dos projetos será feita por uma comissão técnica constituída por servidores públicos, com qualificação em cooperativismo, e a divulgação está prevista para o dia 6 de dezembro. A intenção do Governo é de repassar os recursos tão logo as propostas sejam divulgadas para que os projetos comecem a ser executados ainda neste ano. O período que cada um terá para a implementação das ações dependerá da abrangência do projeto, podendo chegar até a um ano.

Para o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Mapa, Caio Rocha, a ação visa o fortalecimento das cooperativas de produção agropecuária e o aprimoramento no processo de gestão produtiva, comercial e cooperativista. “A intenção é buscar a valorização dos recursos humanos, das pessoas que participam e administram o cooperativismo. A ação tem como objetivo valorizar as redes de cooperativas e debater com jovens e mulheres as políticas do desenvolvimento da gestão do cooperativismo. Além de capacitar as cooperativas e levar novas tecnologias sustentáveis para que se possa trabalhar com a organização da produção”, salientou Rocha.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social Mapa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *