Cooperativa de MG exporta primeira carga de café com selo de origem

Imprimir

Uma a uma as sacas de café receberam o selo de indicação geográfica concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade industrial, o INPI.

A certificação comprova que o café é produzido na região do cerrado mineiro e garante também a qualidade do produto, que está sendo embarcado para o Japão.

De acordo com o produtor, Francisco de Assis, a negociação durou quase um ano e este é o primeiro embarque com o selo que a Cooperativa dos Cafeicultores de Monte Carmelo faz para o Japão. Além dos laudos de qualidade e origem, os compradores japoneses também exigem que antes do embarque, outros testes sejam realizados, com amostras do produto que está sendo embalado.

Somente depois que um árbitro credenciado pela Associação Americana de Cafés Especiais realiza o teste sensorial de bebida e comprova se as amostras atendem as características que constam no selo de indicação geográfica, é que a carga de café pode seguir viagem para o Porto de Santos.

Como o certificado tem código de barras, por meio da internet, os compradores podem conferir todos os dados de origem e qualidade do produto. 

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *