Cooperativa capixaba vai exportar 45 mil sacas de robusta para Cuba este ano

Imprimir

A Cooperativa Agropecuária Centro-Serrana (Coopeavi), com sede em Santa Maria de Jetibá, na região serrana do Espírito Santo, deverá exportar 45 mil sacas de café conilon (robusta) para Cuba neste ano, por cerca de US$ 5,5 milhões. É o segundo ano consecutivo em que a cooperativa embarca o produto ao país caribenho no âmbito de um programa do governo de apoio aos cubanos.

Em 2014, os embarques da Coopeavi vão mais que dobrar em relação ao volume de 2013, que somou 20 mil sacas e rendeu US$ 3 milhões, segundo Giliarde Cardoso, analista da cooperativa. Os embarques deste ano envolvem café produzido por cerca de 200 famílias.

Conforme informações fornecidas pela cooperativa, os embarques do produto para Cuba, divididos em cinco lotes, foram iniciados em maio. Contemplam o café conilon tipo 7, considerado de bom padrão de qualidade. Em Cuba, o produto é industrializado e direcionado ao governo local, que o inclui na cesta básica.

Neste ano, uma delegação cubana visitou novamente a Coopeavi para verificar sua estrutura e definir a continuidade das exportações. Para realizar os primeiros embarques, no ano passado, a Coopeavi participou de um processo de seleção organizado pelo governo cubano.

A ampliação dos embarques de café da Coopeavi para Cuba é mais um passo da cooperativa em sua frente exportadora. Há 13 anos, a cooperativa começou a receber café e as exportações da commodity começaram apenas em 2011. Com 8,5 mil cooperados, cerca de 5,6 mil cafeicultores, a Coopeavi exportou, no total, 23,7 mil sacas de café em 2013, ante 3,8 mil em 2012.

Valor Econômico
Carine Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *