Cooparaiso reúne Conselhos Consultivos e apresenta Plano de Safra

Imprimir

A Cooperativa Regional dos Cafeicultores de São Sebastião do Paraíso (Cooparaiso) realizou, no dia 17 de abril, uma reunião de seus Conselhos Consultivos para apresentação do Plano de Safra 2012/13 e também do balanço financeiro de cada núcleo, referente à gestão de 2011.

O superintendente de Relacionamento com o Cliente, Paulo Sérgio Elias, detalhou as ações que a Cooparaiso vai adotar para este Plano de Safra. Segundo ele, este é o momento mais importante da produção de café para o produtor: a colheita, o armazenamento e a comercialização. Por isso, o tema do plano deste ano é “A força da participação” e tem como lema “O melhor da vida é cooperar”.

Segundo Paulo Elias, o planejamento operacional tem como meta captar nesta safra 1,365 milhão de sacas na área de abrangência da cooperativa, ampliando sua participação no mercado de 23% para 36%. “Nosso foco é o cooperado e seu negócio. Vamos oferecer serviços diferenciados, com qualidade, acima de tudo, fornecendo todo suporte que o produtor necessitar”.

O programa “Colheita Nota 10” continuará, trabalhando com 14 colheitadeiras, uma em cada núcleo, com o custo hora/máquina subsidiado pela Cooparaiso, no valor de R$ 210, com R$ 30 de desconto, possibilitados através do programa de retorno do ICMS para os cooperados que dele participam, que também terão desconto de 20% no frete.

A campanha de premiação terá sorteio no dia 23 de novembro de um trator Valtra (modelo BF 65), um lavador Colombo e um pulverizador FMCopling. O evento acontece junto com o Concurso de Cafés de Qualidade. “Outra ação importante é o incentivo, com todo o apoio do departamento técnico da cooperativa para adesão dos produtores ao Programa de Certificação ‘Certifica Minas’. Nossa meta é aumentar em 50% o número de produtores certificados e para isso terão todo o apoio de nossos profissionais especializados. O café de qualidade estacada vez mais valorizado no mercado e isso é que o produtor tem que buscar para aumentar sua rentabilidade”, disse Paulo Elias.

Outra ação da Cooparaiso em seu Plano de Safra será o empréstimo de 150 mil sacarias e mais mil big bag’s.

Serão ainda disponibilizadas novas modalidades de comercialização de cafés, com a disponibilização de CPR e trava futura para 30 mil sacas de café, com liquidez diária conforme limite operacional pré aprovado.

Dentre as ações do Plano de Safra da Cooparaiso, ainda haverá um incremento do georreferenciamento para aumentar em 50% as áreas mapeadas, o que vai nortear os produtores sobre a certificação ambiental, conforme o novo Código Florestal.

“Para colocarmos tudo isso em prática, contamos com os Conselhos Consultivos, que são formados pro cooperados de cada núcleo e que atuarão como agentes de divulgação para outros produtores”, explicou Paulo Elias.

Balanços – O consultor da Cooparaiso, professor Alberto Borges Mathias, do Instituto de Ensino e Pesquisa em Administração (Inepad), fez a abertura da reunião e explicou a estrutura organizacional da cooperativa e qual é a função dos Conselhos Consultivos, que funcionam como elo de ligação entre a instituição e seus associados.

“Temos a meta de captar R$ 625 milhões em 2012 e a meta R$ 1 bilhão em 2014. Isso representa um crescimento em toda a área de atuação da Cooparaiso. Para tanto, precisamos de cada cooperado trabalhando, já que temos a necessidade de capitalizar a cooperativa em até 2,5% a mais”, explicou o professor.

Os Conselheiros Consultivos – O produtor José Luiz Cammarco Palma, produtor de café juntamente com sua família há sete gerações em Altinópolis disse: “Fiquei animado com o trabalho proposto. Eu imaginava que os membros do Conselho Consultivo teriam um cargo formal, mas estou vendo que há um entrelaçamento muito forte com a Cooparaiso, há uma sinergia de forças e estou muito confiante com o trabalho que podemos desenvolver”, disse.

Edlar Antônio Lima, que é produtor em Guapé, disse que a importância dos Conselhos está no fato de incentivar a participação de todos. “Muitos têm vergonha de pedir, de reclamar, de sugerir. Nós seremos o porta voz de nosso colegas, levando ideias, sugestões, solicitações e isso é fundamental”, ressaltou o produtor.

Fonte: Coffee Break

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *