Coopama lança livro comemorativo de 70 anos de existência

Imprimir

Aconteceu na noite da última quarta-feira (12), em Machado, o lançamento do livro Coopama: 70 anos de um sonho cooperativista, encerrando com chave de ouro as comemorações alusivas às sete décadas da Coopama – Cooperativa Agrária de Machado. O evento contou com a presença do presidente da OCEMG e de autoridades políticas.

A obra, um projeto idealizado pela atual gestão da Cooperativa, retrata em 160 páginas os principais fatos que marcaram os 70 anos da instituição, além de um breve histórico sobre o município de Machado e fatos nacionais que influenciaram diretamente a cafeicultura Sul Mineira, bem como presta uma justa homenagem àqueles que transformaram esta em uma das principais cooperativas do agronegócio nacional.

Hoje, a Coopama figura entre as 10 melhores gestões cooperativistas do país. “Vejo este dia com muita alegria e muito orgulho. Orgulho por fazer parte do sistema cooperativista, orgulho por estar nesta cooperativa. Poder realizar hoje a entrega à sociedade de um livro que conta a saga de 70 anos de uma cooperativa vitoriosa. Fazemos este evento para a representatividade do cooperativismo, de casa cheia. Sonhamos, tivemos coragem, encontramos apoio, achamos amigos e buscamos. Fomos ousados e vencemos. Sem dúvidas, venceu o cooperativismo”, diz Dr. João Emygdio Gonçalves, presidente da Coopama.

O evento realizado no espeço Leilla Buffet reuniu aproximadamente 100 pessoas entre grandes personalidades do setor cafeeiro, da política regional, parceiros de marketing, além de importantes personalidades do cooperativismo nacional, como o presidente do sistema OCEMG – Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais, Dr. Ronaldo Scucato, personalidade esta que também prefaciou a obra. “É de grande importância uma cooperativa comemorar 70 anos de existência. Sabemos que a instituição passou por diversos momentos de dificuldades que foram transpostos, devido à pertinência, à garra de pessoas que lá atrás achavam que podia dar certo. E deu! Hoje temos a Coopama como referência Nacional na área do agronegócio. Nós, do cooperativismo, nos curvamos para os pioneiros que há 70 anos constituíram a Coopama, e todos aqueles que vieram depois, fizeram com que ela crescesse, sendo hoje este exemplo de cooperativa não só para Minas Gerais, mas para o Brasil. Estamos aqui para abraçar os companheiros cooperativistas e dizer que a existência da Coopama é um símbolo de que o cooperativismo é uma ferramenta importante para a ascensão econômica não só da cidade, mas do estado e da própria nação. A Coopama aqui em Machado dá o exemplo efetivo e expressivo de que o cooperativismo veio para ajudar e para ficar. Venceu a união, o compromisso e aquela capa que faz com que os empreendimentos cooperativistas sejam vitoriosos. A capa é o entusiasmo, tão evidente aqui. Esta festa ficará registrada na história”, ressaltou Dr. Ronaldo. 

O projeto editorial que levou aproximadamente dois anos para sua conclusão foi realizado pela WEspanha Comunicação Inteligente, tendo à frente, como diretor editorial, Wellington Espanha e como autora a jornalista Andreza Lima. Dividido em sete capítulo, além do resgate histórico através de documentos e fotografias, a obra conta com depoimento de cooperados, fornecedores, colaboradores, autoridades e personalidades locais, do cooperativismo e da cafeicultura.

“Em nome de toda a diretoria do Centro do Comércio de Café cumprimento a Coopama. Estamos felizes por estamos aqui, sempre estivemos presentes nos eventos da cooperativa. Sabemos do trabalho do Dr. João, da seriedade que a Coopama realiza seus trabalhos perante seus associados. Orgulhosos pelos 70 anos de existência, e pelo desenvolvendo de um trabalho espetacular. É um crescimento enorme e demonstra o trabalho sério e participativo. Nos mostra claramente a importância da Coopama na região”, afirma Archimedes Coli Neto, presidente do Centro do Comércio de Café do Estado de Minas Gerais.

O primeiro exemplar foi entregue ao Senhor Carlos Caixeta, representando os mais de 1.800 cooperados. Além de cooperado, Carlos Caixeta é ex-presidente da Cooperativa, seguido por Dr. Ronaldo Scucato, representando o sistema cooperativista, personalidade que também recebeu dos diretores Fernando Vieira e Sandro Oliveira uma justa homenagem pelos trabalhos prestados à frente do cooperativismo.

Todas as instituições presentes receberam um exemplar da obra. Todos os cooperados poderão retirar na cooperativa seu exemplar. 

Fonte: Agência WEspanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *