Cooabriel estima queda de 37% na produção de café robusta neste ano

Imprimir
A Cooabriel, maior cooperativa brasileira de café robusta, estima que a produção de seus associados tenha caído 37% neste ano devido à seca no Espírito Santo, principal Estado produtor da variedade.

A Cooabriel tem aproximadamente 6 mil membros que armazenaram 600 mil sacas de café nesta colheita, na comparação com 950 mil sacas no ano passado, de acordo com o gerente geral da cooperativa, Edimilson Calegari. A quantidade de café armazenado é quase a mesma da produção.

Baseada em São Gabriel da Palha, no norte do Estado, a Cooabriel acrescentou 250 novos membros neste ano. Sem eles, a queda na produção teria sido ainda maior.

O Brasil é o segundo maior produtor mundial de café robusta, atrás do Vietnã, e o Espírito Santo é o maior produtor brasileiro da variedade. Robusta, que pode ter um sabor mais forte e mais amargo do que a variedade de arábica, é frequentemente usado para fazer cafés instantâneos.

Com chuvas abaixo da média no final do ano passado e início deste ano e temperaturas acima das normais, a produção do Estado caiu para 5,38 milhões de sacas em 2016, segundo estimativa de setembro da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Isso comparado com 7,76 milhões de sacas em 2015 e um recorde de 9,95 milhões de sacas em 2014. A agência estima que a safra de robusta do país neste ano fique em  8,54 milhões de sacas.

Fonte: Dow Jones Newswires via Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *