Controle das perdas e danos provocados pelas pragas

As principais medidas de controle utilizadas são:

1 – Controle Cultural

  • eliminar plantas daninhas hospedeiras dos insetos-praga;
  • monitorar a população de insetos-praga através de armadilhas adesivas amarelas, redes entomológicas e armadilhas luminosas;
  • utilizar mudas sadias;


2 – Controle Biológico

Utilização de produtos específicos para os insetos-pragas, de baixa toxicidade aos inimigos naturais de:

  • joaninhas (Azya luteipes e Pentilea egena) e fungos (Verticillium, Uredinella e Myriangium) que controlam eficientemente cochonilhas;
  • microhimenóptero Bracon lizarianus que parasita o bicho cesto (Oiketicus kirbyi);
  • taquinídeos do gênero Hemisturmia e por braconídeos do gênero Apanteles que parasitam a lagarta urticante(Lonomia circumstans);
  • liberação de Bacillus thuringiensis, no início do ataque da lagarta dos cafezais (Eacles imperialis magnifica) tem demonstrado resultados satisfatórios;


3 – Controle Químico

  • utilizar inseticidas específicos;
  • utilizar inseticidas seletivos;
  • procurar alternar ingredientes ativos e/ou modos de ação dos inseticidas aplicados;
  • não mudar a dosagem recomendada pelo fabricante;
  • conhecer a compatibilidade dos inseticidas aplicados com outros produtos químicos;
  • aplicar inseticidas na bordadura da lavoura;
  • aplicar inseticidas específicos no sulco de plantio, principalmente para o controle de pragas iniciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *