Consultoria prevê café a US$4/lb até final de 2011

Imprimir

A oferta ajustada de café arábica lavado deve elevar os preços para 4 dólares por libra-peso até o final de 2011, impulsionando também as cotações do café robusta, disse o analista da consultoria cujas projeções em pesquisa da Reuters ficaram mais perto de prever o rali de 77 por cento da commodity no ano passado.

Shawn Hackett, presidente da Hackett Financial Advisors, da Flórida, parecia estar exagerando um ano atrás quando projetou que os preços futuros do arábica KCc1 negociado na ICE poderiam chegar a 2,50 dólares por libra-peso até o final de 2010.

A projeção de Hackett, a maior entre 21 analistas que responderam a pesquisa bianual, foi a mais próxima do que se viu posteriormente.
Depois de um rali estimulado pela atividade de fundos e exacerbado pela oferta, o café terminou o ano a 2,4050 dólares por lb, depois de testar o maior valor em 13 anos e meio , a 2,4225 dólares por lb no inicio de dezembro .

A mediana das estimativas nas pesquisas de janeiro apontou o arábica a 1,39 dólar por lb .

Como único analista a projetar o preço acima de 2 dólares por libra-peso, Hackett recebeu telefonemas e e-mails grosseiros após a divulgação da pesquisa, sendo acusado de não entender do assunto .

A alta projeção de Hackett foi baseada simplesmente nos fundamentos, olhando para a enorme disparidade entre diferenciais de preço no físico e nos futuros naquele momento, quando a Colômbia, grande produtor, iniciava o segundo ano consecutivo de safra menor.
"Minha tese era de que a escassez poderia eventualente influenciar nos mercados futuros , e isso aconteceu "

"Basicamente nós limpamos os estoques de produtores. A demanda só pode ser satisfeita agora pelo que é produzido", acrescentou.

A Colômbia agora está em seu terceiro ano de baixa produção, e Hackett projeta que os preços futuros caminham para uma alta de 65 por cento neste ano. O robusta na LiFFE LRCc2 deve seguir e atingir 3.300 dólares por tonelada até o final de 2011 , bem acima dos 2.097 no final de 2010 .

"Não há razão para (o robusta) não seguir, porque não haverá oferta alguma para parar isso", disse Hackett, acrescentando que não espera um amplo spread entre os dois mercados . Veja o gráfico : http://link.reuters.com/rat35r .

Hackett alertou que o complexo de commodities provavelmente terá um recuo no primeiro trimestre de 2011, que pode eventualmente empurrar o café para baixo temporariamente. Isso pode gerar uma segunda oportunidade de compra no café, diante da perspectiva de Hackett de que o investimento em commodities deve ser visto de longo prazo .

"Você deve ter um bom olhar para onde as coisas devem estar no horizonte dos próximos 12 a 18 meses, entendendo que os próximos três meses são completamente imprevisíveis para qualquer grau de acurácia " disse Hackett .

Ele admitiu que as projeções para os três meses têm sido "horríveis", mas para o longo prazo são " extremamente boas "

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *