Confira o resultado final do 6º Concurso de Qualidade dos Cafés de Poços de Caldas

Imprimir

O 6º Concurso de Qualidade dos Cafés de Poços de Caldas realizado pela EMATER-MG Poços de Caldas, Prefeitura Municipal e o IF Sul de Minas – Campus Machado surpreendeu a todos convidados e participantes na festa de encerramento realizado no sábado dia 28 de setembro de 2013. A qualidade dos lotes leiloados entusiasmaram compradores presentes e foi objeto de uma disputa acirrada, lance a lance. O maior destaque do evento revelado no inicio da noite, foi o lote extraordinário do café natural do Agricultor Familiar Marcelo Morais comercializado por R$ 2000,00 a saca. 

A festa de encerramento do concurso aconteceu na Cooperativa Café Poços e foi organizada pela competente equipe da GSC Eventos Especiais, que recebeu boa participação de público entre produtores, compradores e vendedores, que ao longo do dia aproveitaram para fazer negócios. A cerimonia de abertura foi prestigiada por varias autoridades com destaque para o prefeito Eloísio do Carmo Lourenço, o secretário Rodrigo Reis, vereadores e assessores de deputados estaduais e federais. A justa homenagem ao produtor de café André Sanches baluarte da cafeicultura poços-caldense emocionou os presentes e resgatou a contribuição da cafeicultura para o desenvolvimento econômico e social do Sul de Minas.

Os presentes no evento puderam aprimorar seus conhecimentos sobre a cafeicultura com a presença de várias empresas do ramo, que fizeram a exposição de novas tecnologias em produtos e serviços, após a palestra de abertura realizada pelo Auditor Federal Nelson Guedes de Moura Filho do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sobre Identificação Geográfica. O responsável pelo convite do auditor do MAPA foi o coordenador de fomento da Sedet Ulisses Ferreira, e visou fortalecer o caminho dos cafés da região na busca pelo Selo de Identificação Geográfica dos cafés de origem vulcânica, diferencial que agregará valor ao produto em toda região.

A Confraria do Café do Sul de Minas deixou a festa com um sabor especial e mostrou a versatilidade do café em receitas que vão de bombons a bebidas sofisticadas de café que deram água na boca nos presentes.

A prova de xícara coordenada pelo professor Leandro Paiva do IF Sul de Minas recebeu a cobertura da imprensa, com direito a link ao vivo no programa Caminhos da Roça da EPTV. Também estavam presentes a TV Poços, a TV Plan, a conceituada Revista Cafeicultura, jornalistas locais e até uma equipe de australianos que estão produzindo um documentário sobre os Cafés Vulcânicos de Poços de Caldas.

Outra ótima surpresa foram os cafés naturais campeões, todos produzidos por Agricultores Familiares e isto, segundo a organização, foi o reflexo da metodologia de amostragem criada pela coordenação técnica do concurso. Este diferencial do concurso de Poços de Caldas está na metodologia de amostragem do lote garante a todos a igualdade de condições no concurso. O produtor deposita seu café Bica em um armazém, e diferentemente de outros concursos, amostra é coletada saca a saca, uma a uma, pelo agrônomo da EMATER-MG. As amostras são codificadas e encaminhadas para um preparo padronizado em peneira 16 no IF Sul de Minas. Este processo evita a manipulação das amostras dos cafés e garante aos participantes a igualdade de condições para a prova de xícara. Outra vantagem do processo é que o comprador tem a certeza da qualidade do lote que estará adquirindo no leilão.

Os produtores e convidados prestigiaram o evento o dia todo até o início da noite para conhecer os donos dos melhores cafés de Poços de Caldas, revelados pelo extensionista Péricles Alexandre Squaris Marques da EMATER-MG.

Conheça os vencedores e compradores de cada categoria:

Natural
1º – Produtor Marcelo Morais – Comprador Bourbon Speciality Coffee – R$ 2000,00 a saca
2º – Produtos Weber Marcos Dias – Comprador Volcano Coffes – Saca R$ 830,00 a saca
3º – Produtor Alexandre Nery – Comprador Cafeteria Sá Rosa – Saca R$ 570,00 a saca

Cereja Descascado
1º – Produtor Fazenda Sertãozinho – Comprador Bourbon Speciality Coffee – R$ 1.500,00 a saca
2º – Produtor Luiz Paulo Dal’ava – Comprador Cafeteria Sá Rosa – Saca R$ 775,00 a saca
3º – Produtor Francislei Dal’ava – Comprador SMC – Saca R$ 540,00 a saca

Os certificados e a premiação dos vencedores foram entregues pela comissão organizadora junto do Vice-Prefeito Nizar El Khatib. Os primeiros lugares ainda receberam colheitadeiras e a rastreabilidade de seus cafés.

Fonte: Rede Social do Café

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *