Condições secas e muito quentes favorecem colheita de cana e café em Minas Gerais e São Paulo

Imprimir

Deste modo, há ainda grandes chances do fenômeno El Niñoocorrer até a primeira quinzena de novembro seguindo até janeiro de 2013, todavia, há ainda uma pequena chance desse fenômeno não vir a se configurar em sua totalidade, seguindo a climatologia de anos com condições ENSO neutras (sem EL Niño ou La Niña) até o próximo ano. Caso o El Niño se estabeleça ele será de curta duração e fraco, com possibilidade de término no final do verão.

As atuais condições de anomalias das temperaturas do Oceano Pacífico, contribuem para a manutenção das condições secas e muito quentes favorecendo a colheita da cana e do café em São Paulo e Minas Gerais.

As possibilidades de manutenção nas atuais condições climáticas indicam que pode haver um pequeno atraso no início da estação chuvosa nas regiões centrais do Brasil, o que pode atrasar um pouco o plantio das culturas de verão.

É possível que quando a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que é o sistema responsável pelas fortes chuvas nas regiões Norte e Nordeste, se posicionar mais ao sul da linha do equador, sobre a Amazônia, ocorra uma mudança no padrão de circulação predominante. A partir deste momento poderá ocorrer, lá pelo início de novembro (marcando o início da estação chuvosa), o primeiro episódio de formação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que é o sistema atmosférico responsável pelo transporte de calor e umidade da região Amazônica para as regiões Centro Oeste e o Sudeste do Brasil e que contribui para a ocorrência das maiores tempestades comuns no período de verão nessas regiões.

O possível atraso no início da estação chuvosa poderá estender um pouco as chuvas de verão até meados de março o que poderá favorecer o plantio da segunda safra do milho em 2013 que ocorre normalmente posterior ao plantio da soja no Centro Oeste ou do feijão das águas, em Minas e no Paraná, entre janeiro e abril. Para o café, o atraso do início da estação chuvosa e o prolongamento do tempo seco favorecem a desfolha natural da planta e o consequente atraso da florada principal.

No mês de outubro numa faixa acima de Araçuaí, no Jequitinhonha, de Montes Claros, São Romão e Botumirim, na região Norte de Minas, e no extremo sul da mesorregião Sul/Sudoeste de Minas, abaixo de Caldas, São Sebastião da Bela Vista e Virginia, as chuvas devem ocorrer dentro da média do período. As demais regiões do Estado poderão apresentar até 1 mm de volume de chuvas abaixo da média.

Destaca-se que as primeiras chuvas, que tem características de serem isoladas, que podem ocorrer ao longo a partir dos próximos dias de setembro e outubro, devido ao grande calor, podem apresentar queda de granizo, principalmente na região do Sul de Minas.

Informações Importantes

O prognóstico é elaborado pelo previsor com base na estatística e no histórico da ocorrência de fenômenos climáticos globais e,principalmente naqueles atuantes na América do Sul. São consideradas ainda as informações disponibilizadas livremente pelo Instituto Internacional de Pesquisas sobre Clima e Sociedade – IRI, Met Office Hadley Centre, Centro Europeu de Previsão de Tempo de Médio Prazo – ECMWF, pelo Boletim Climático da Amazônia elaborado pela Divisão de Meteorologia (DIVMET) do SIPAM e dados climáticos do INMET/INPE.

O prognóstico é sempre apresentado com base na probabilidade de que determinada condição climática possa prevalecer sobre outras, sendo,portanto, útil para avaliar a probabilidade de risco no manejo da cultura, porém nunca para anúncio de determinado evento climático específico para uma determinada região.Deste modo, a EPAMIG não se responsabiliza, expressa ou tacitamente, pelo uso indevido por parte de terceiros, das informações aqui disponibilizadas.

Williams Ferreira é pesquisador da Embrapa/EPAMIG na área de Agrometeorologia e Climatologia, com Pós-graduação realizada na Universidade Federal de Viçosa, atua principalmente em pesquisas voltadas para o tema Mudanças Climáticas Globais.

Fonte: Epamig

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *