Concurso inicia escolha dos melhores cafés do País

Imprimir
Começou nesta segunda-feira (15) a etapa internacional do Cup of Excellence – Brazil 2018, principal concurso internacional de avaliação de cafés especiais. Neste ano, o evento acontece em Guaxupé/MG. Considerado a Copa do Mundo do Café Especial, o concurso conta com a presença de 29 juízes de dez países, que já começaram a provar 77 amostras de café arábica classificadas durante a etapa nacional, realizada em Varginha/MG.

Os profissionais desembarcaram no Sul de Minas ainda no domingo e foram recepcionados pela Cooxupé e SMC Specialty Coffees, anfitriãs do evento realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence (ACE).

O júri é composto por profissionais dos Estados Unidos, Japão, China, Cingapura, Bulgária, Rússia, Inglaterra, Austrália, Índia e Alemanha. Os juízes vão degustar, avaliar e atribuir uma nota para cada uma das amostras de café das duas categorias que concorrem no concurso: 37 do tipo cereja descascado/despolpado (preparados pelo sistema em via úmida) e 40 do natural (grãos colhidos e secos com casca). No dia 21 de outubro, os produtores dos cafés com melhores pontuações serão apresentados e premiados durante uma solenidade.

Participam desta edição produtores da variedade arábica da safra 2018 de diferentes regiões do Brasil. A BSCA recebeu, para o Cup of Excellence – Brazil 2018, cerca de mil amostras. Além de jornalistas brasileiros, profissionais da imprensa de diferentes países também vão acompanhar as atividades do principal concurso de qualidade para cafés especiais durante a semana.

“A missão do Cup of Excellence é garimpar os cafés nacionais mais diferentes e que apresentem um nível de excelência, que sejam diferenciados. Apresentamos durante o Cup a nossa variedade e a qualidade do café brasileiro. É a principal vitrine para esse nicho de cafés especiais”, diz Vanusia Nogueira, diretora da BSCA.

Concurso inicia escolha dos melhores cafés do País 02Avaliadores começaram o procedimento chamado de calibragem, no qual provam alguns cafés e alinham percepções sobre a bebida (Foto: Fábio Carvalho)

Em busca da excelência (Cupping)

Na segunda-feira, as atividades começaram na sede da Assoxupé, com uma reunião da BSCA com os juízes. Foi feita uma apresentação sobre o cenário do café no Brasil e em Minas Gerais e definidos os detalhes do concurso. Na sequência, os avaliadores começaram o procedimento que eles chamam de calibragem, no qual provam alguns cafés e alinham percepções. “É uma praxe que usamos para imersão sobre o café que vamos provar, de maneira a calibrar nossos sentidos e alinharmos conceitos”, explica Edmilson Generoso, consultor de qualidade e juiz representando o Brasil na etapa internacional.

Edmilson Generoso explica que, na calibragem, eles verificam diferentes aspectos do café, como, por exemplo, se é limpo, doce, sabores encontrados, acidez e doçura. É feita uma avaliação sensorial completa. “Começamos primeiro com uma avaliação olfativa, depois que é inserida a água cheiramos a amostra novamente e, por fim, a degustação da bebida”, conta.

Entre os muitos atributos avaliados, estão: Fragrância\Aroma, Uniformidade, Ausência de Defeitos, Doçura, Sabor, Corpo, Finalização e Equilíbrio. A pontuação de cada atributo de qualidade é somada, subtraindo-se a pontuação dos defeitos. Desta forma se obtém a pontuação total do café.

Os cafés vencedores vão participar de leilões organizados pela ACE com apoio da BSCA, garantindo valores diferenciados pelas sacas.

Fonte: Phábrica de Ideias via Ascom Cooxupé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *