Commodities: negócios diminuem 11,6% na BM&F em 2011

Imprimir

O número de contratos futuros e de opções sobre commodities negociados na BM&FBovespa caiu 11,6% em 2011, para 2.389.454, de 2.702.705 em 2010, de acordo com informações divulgadas hoje pela instituição.

A queda foi puxada pela diminuição dos negócios nos mercados de boi gordo e café arábica. O volume de negócios com contratos futuros e de opções de boi recuou 13,5%, para 1.170.100, de

1.352.469 em 2010. Já os negócios com café caíram 33,3%, para 463.121, de 694.348 contratos no ano anterior.

Já o milho atingiu em 2011 a marca de 558.311 contratos negociados, entre futuros e de opções, superando em 13,9% o recorde de 490.265 de 2010. O mercado futuro de etanol hidratado chegou ao final de 2011 com 94.726 contratos negociados, ante 22.615 em 2010.

Em 2011, a soja registrou 70.639 contratos. Não há comparação com 2010 porque o contrato foi reformulado.

Apesar do recuo no número total de contratos negociados, o volume financeiro aumentou 11,6%, para US$ 42,06 milhões, de US$ 37,70 milhões em 2010. O volume financeiro do mercado do café arábica aumentou 13,6%, para US$ 13,38 milhões; o do milho avançou 76,6%, a US$ 2,1 milhões. O do mercado do boi gordo diminuiu 2,3%, a US$ 20,83 milhões. Na soja, o volume foi de US$ 499,5 mil.

Dezembro
No último mês do ano foram negociados 160.585 contratos futuros e de opções sobre futuro de commodities, ante 245.561 em novembro. Ao final do período, foram registrados 129.006 contratos em aberto, ante 133.410 no mês anterior.

O número de contratos negociados de futuros e de opções de boi gordo foi de 82.627, em dezembro, ante 160.824 em novembro. O milho fechou o período com total de 44.768 contratos, entre futuros e opções, ante 42.279 no mês anterior. O café arábica encerrou dezembro com 23.106 contratos, enquanto em novembro o total foi de 28.791. A soja registrou negociação de 3.310 contratos em dezembro, ante 6.622 no mês anterior. O etanol hidratado registrou 6.774 contratos negociados, ante 7.045 em novembro.

Títulos do agronegócio
O estoque de títulos do agronegócio registrados na BM&FBovespa totalizou R$ 8,68 bilhões em 2011, ante R$ 1,24 bilhão, em 2010, somando todas as operações realizadas no Sistema de Registro de Títulos do Agronegócio (SRTA). Ainda em 2011 foram verificados 46,69 mil registros de títulos do agronegócio, que juntos representam o volume financeiro acumulado de R$ 29,43 bilhões, ante 15,27 mil registros com giro financeiro de R$ 10,05 bilhões, em 2010. O estoque de Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) registradas na Bolsa, em 2011, totalizou R$ 7,46 bilhões, ante R$ 297 milhões, no ano anterior.

Em dezembro, o estoque de títulos do agronegócio registrados na BM&FBovespa totalizou R$ 8,68 bilhões, ante R$ 8,02 bilhões, em novembro, somando todas as operações realizadas no Sistema de Registro de Títulos do Agronegócio (SRTA). O estoque de LCAs totalizou R$ 7,46 bilhões, ante R$ 6,77 bilhões, em novembro.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *