Com chuvas, floradas precoces são registradas em lavouras de cafés arábica e conilon do Brasil

Imprimir
As chuvas acumuladas dos últimos em áreas produtoras de café do Brasil fizeram com que floradas precoces fossem registradas em lavouras das variedades arábica e conilon. O mercado externo, inclusive, monitora essa condição, já que a produtividade da próxima temporada – que será de bienalidade negativa – poderia ser prejudicada.

“Lavouras de arábica estavam começando a mostrar estresse, devido à falta de chuva nos últimos meses. Algumas precipitações foram relatadas há uma semana, mas não chove desde então e há preocupações com a florada precoce”, disse em relatório na segunda-feira (13) o analista e vice-presidente da Price Futures Group, Jack Scoville.

Apesar da atenção do mercado com a condição, segundo analista, os preços externos do café refletiram muito pouco os aspectos fundamentais nas últimas sessões. Até ontem, o arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) recuava pela sexta seguida e testava os menores níveis desde 2013. Nesta quinta-feira (16), as cotações testaram recuperação.

De acordo com informações de produtores consultados pelo Notícias Agrícolas, as floradas do arábica ainda são pontuais e em lavouras mais novas e em cafezais mais velhos, mas ocorrem em importantes regiões produtoras, como a Zona da Mata e Sul de Minas Gerais. Nas lavouras mais antigas essa ainda não deverá ser a florada principal. (Veja fotos abaixo)

Florada do café no IAC em Campinas (SP) - Foto: Sergio Parreiras Pereira/ Reprodução Redes Sociais Florada do café em Carmo do Rio Claro (MG) - Foto: Roberto Ticoulat/ Reprodução Redes Sociais Florada do café em Carmo do Rio Claro (MG) - Foto: Roberto Ticoulat/ Reprodução Redes SociaisFlorada do café em Carmo do Rio Claro (MG) - Foto: Roberto Ticoulat/ Reprodução Redes Sociais



“Como não há previsão de chuva generalizada para as próximas semanas a tendência é de que muitos dos botões florais venham a abortar. Mas nada que possa trazer fortes impactos a produção cafeeira de 2019”, prevê a Climatempo. A tendência para a segunda quinzena do mês de agosto é de chuvas pouco volumosas na maior parte da região central do país.

O Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Esalq/USP) reportou nesta quarta-feira (15) que as primeiras floradas do conilon da temporada 2019/20 também já começam a ser vistas. “Com produtores consultados pelo Cepea atentos às floradas, as negociações de robusta seguem limitadas. Além disso, muitos cafeicultores estão retraídos, à espera de preços mais elevados”.

Veja o mapa das áreas precipitação acumulada nos últimos 15 dias em todo o Brasil:

Mapa das áreas precipitação acumulada nos últimos 15 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Enquanto dúvidas sobre a próxima temporada começam a surgir no mercado do café, a colheita da safra 2018/19 caminha para a finalização. A consultoria Safras & Mercado divulgou nesta quinta-feira os trabalhos atingiram 88% até o dia 14 de agosto. No conilon, os trabalhos já foram finalizados. O avanço foi de pouco mais de cinco pontos percentuais de uma semana para a outra.

Na semana passada, até o dia 9 de agosto, a comercialização estava em cerca de 38% de uma produção estimada em 60,5 milhões de sacas, segundo a consultoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *