Colômbia destinará US$33,7 mi a produtores de café atingidos por preços baixos

Imprimir
O governo da Colômbia ajudará os produtores de café com 33,7 milhões de dólares, visando reduzir o impacto da crise causada pelos baixos preços do grão, informaram o Ministério das Finanças e a associação de cafeicultores.

O governo e a Federação Nacional dos Cafeicultores, que representa cerca de 550.000 famílias produtoras, definirão o preço de referência a partir do qual a ajuda será ativada, bem como o mecanismo de entrega dos recursos, que estarão em um fundo.

“A verdade é que estamos em um momento difícil e não podemos ignorar a situação que estamos enfrentando hoje”, disse o ministro das Finanças, Alberto Carrasquilla, após afirmar que os recursos virão do orçamento deste ano.

Os preços do grão fecharam em 1,03 dólar por libra-peso na bolsa de Nova York na terça-feira, mas recentemente caíram abaixo de 1 dólar devido a uma colheita abundante do Brasil, recuperação da produção no Vietnã e na América Central, além da desvalorização do real a um ritmo mais acelerado que o do peso colombiano.

Enquanto isso, o preço recebido pelos produtores de café da Colômbia por cada carga de 125 quilos foi estimado em 231,6 dólares, o que na avaliação da federação não cobre os custos de produção.

A Colômbia –o maior produtor mundial de café arábica lavado de alta qualidade– alocou em 2013 e 2014 cerca de 358 milhões de dólares por ano em subsídios aos cafeicultores para cobrir os custos de produção, devido ao colapso dos preços.

Fonte: Reuters (Por Nelson Bocanegra e Carlos Vargas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *