Colheita de café na Zona da Mata de MG está na reta final

Imprimir

A colheita de café arábica na zona da mata mineira está em torno de 85% concluída, segundo o gerente de comercialização da Cooperativa da Região de Caratinga (Coopercafé), Paulo Tavares. Ele salienta que essa foi uma "safra-fantasma" e que a colheita avança rapidamente porque há poucos frutos para serem apanhados.

"Com 25 anos de cooperativa, nunca vi uma safra assim", comenta, frisando os efeitos negativos da estiagem que atingiu as lavouras no início do ano. Tavares estima a quebra na região em 40%, com produção de 450 a 500 mil toneladas em 2014. "Estamos no final da safra com sentimento de quem nem teve safra", resume.

O gerente da Coopercafé ainda diz que as amostras que chegam à entidade apresentam aspecto mais miúdo, com defeitos oriundos da granação, o que é normal devido ao período de seca. Segundo ele, há relatos também de produtores que gastaram até 1.000 litros de café para encher uma saca.

O clima, por sua vez, está dentro do previsto e adequado para o andamento da colheita. Tavares afirma que a chuva é bem-vinda apenas mais para o final de agosto e início de setembro, para favorecer a florada da safra 2015/16. "A única coisa é que quem ainda usa terreiro para secar o café está sofrendo porque o sol demora a esquentar", analisa.

Fonte: Agência Safras (Cândida Schaedler)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *