Colheita de café 2018/19 do Brasil vai a 45%, mas segue atrasada, diz Safras

Imprimir
A colheita de café da safra 2018/19 do Brasil avançou para 45 por cento do volume previsto até 3 de julho, ante 38 por cento na semana anterior, indicou a consultoria Safras & Mercado nesta quinta-feira.

O ritmo está atrasado na comparação anual. Em igual momento de 2017, a colheita atingia 50 por cento, enquanto na média dos últimos cinco anos, 51 por cento.

A Safras, que estima a produção brasileira neste ano em 60,5 milhões de sacas, apontou que foram colhidos 27,22 milhões de sacas até 3 de julho. O país é o maior produtor e exportador global da commodity.

Segundo o consultor Gil Barabach, da Safras, a colheita do café arábica chegou a 38 por cento da safra, contra 41 por cento no ano passado e 38 por cento na média de cinco anos.

Já “os trabalhos com conilon (robusta), embora mais ágeis, seguem bem atrasados, por conta do problema inicial com excesso de umidade e o retardo no amadurecimento dos frutos”, afirmou ele, em nota.

Conforme a consultoria, a colheita de robusta está em torno de 65 por cento da safra projetada, ante 82 por cento no ano passado e 88 por cento na média de cinco anos.

Para Barabach, a mão de obra para colheita do robusta segue um “problema”, principalmente no Espírito Santo, maior produtor do país dessa variedade.

Fonte: Reuters (Por Luciano Costa) via Extra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *