Código Florestal: votação é adiada na Câmara

Imprimir

A discussão e a votação do relatório do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) com mudanças no projeto do Código Florestal foram adiadas mais uma vez ontem na comissão especial da Câmara, graças a um pedido de vista de vários parlamentares. Para Aldo Rebelo, os ambientalistas lançam mão da manobra para evitar discutir as propostas.

– É uma tentativa de não discutir, de tentar contornar o debate. O relatório tem consistência, mas tem suas limitações.

É por isso que tem que ser discutido – disse Aldo, lamentando que, desde que seu texto foi lido, não recebeu ainda uma sugestão de mudança.

A próxima sessão foi marcada para a segunda-feira. Nesta data, deverão ser apresentados pelo menos dois votos em separado. O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) disse que vai apresentar um texto rebatendo ponto a ponto as mudanças sugeridas por Aldo. O líder do PV, Edson Duarte (BA), também afirmou que prepara outro voto em separado, mas a estratégia dos verdes não é propor mudanças ao relatório, apenas contestá-lo.

Carta de ambientalistas cobra posição de candidatos À tarde, uma carta aberta de 13 ONGs e grupos ambientalistas cobrou, como fez na semana passada a candidata a presidente pelo PV, Marina Silva, uma posição dos outros candidatos a presidente sobre o tema.

Interlocutores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva dizem que ele quer que o tema só seja debatido em 2011.

Fonte: O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *