CNA discute com Governo medidas de apoio aos produtores de café

Imprimir

A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, pediu a prorrogação, por 120 dias, do prazo de pagamento das parcelas das operações de crédito dos produtores de café, com vencimento entre setembro deste ano e abril de 2014. Durante esse período, seria traçada uma radiografia minuciosa da situação da lavoura cafeeira nas principais regiões produtoras do grão no país, abordando pontos como o tipo de cafeicultura (de montanha ou em solo plano), endividamento, rentabilidade, custos de produção e mão de obra, entre outros aspectos.

Este foi o tema de reunião realizada nesta semana entre a senadora e o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Márcio Holland de Brito, em Brasília. Segundo a senadora, este levantamento sobre o panorama da atividade cafeeira serviria de base para se formular uma política definitiva, com ações mais consistentes para reverter o cenário negativo pelo qual passa a cafeicultura, com baixos preços e alta dos custos de produção.

A estimativa da CNA é que, no quadro atual, os preços do café continuem baixos até 2016. Por outro lado, os produtores convivem com a alta dos custos de produção nas suas lavouras, principalmente em decorrência da mão de obra na cafeicultura de montanha, onde a colheita é manual. Este item representa um terço do custo total da atividade. “Ficou insustentável”, disse a senadora no encontro.

O secretário disse que iria avaliar o pedido da senadora, juntamente com a equipe técnica do ministério, para voltar a discutir o tema a apresentar uma proposta do governo para a questão.

Fonte: Assessoria de Comunicação CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *