CMN divulga medidas para a cafeicultura brasileira

Imprimir

Havia a expectativa de que fossem anunciadas todas as linhas de créditos e financiamentos do Funcafé. O que aconteceu foi que parte dessas linhas foram anunciadas e aquelas ligadas a capital de giros faltaram, por estarem em fase de negociação de taxas.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) divulgou algumas novidades para a cafeicultura brasileira. As novidades, no entanto, ainda não atenderam a todas as expectativas dos cafeicultores, uma vez que as linhas ligadas ao capital de giro ainda não foram anunciadas.

Os anúncios feitos irão beneficiar a estocagem, a aquisição, os contratos de opção e a recuperação de cafezais.

O Ministério da Agricultura, junto ao Ministério da Fazenda, trabalham para definir as taxas de juros, que devem ser divulgadas junto ao Plano Agrícola e Pecuário, na segunda quinzena de maio. Atualmente, essa taxa é de 5,5%.

As linhas ligadas ao capital de giro já foram definidas, apesar de não terem sido anunciadas. Serão R$200 milhões para o café solúvel, R$300 milhões para a torrefação, R$400 milhões para as cooperativas de produção e R$250 milhões para os exportadores. 

Fonte: Notícias Agrícolas via Rede Social do Café

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *