CMN confirma manutenção da taxa de juros do Funcafé em 2019

Imprimir
O Conselho Monetário Nacional (CMN) confirmou, na semana passada, em reunião ordinária, a manutenção da taxa de juros do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para a safra 2019, conforme o Conselho Nacional do Café (CNC) havia antecipado na semana passada. As linhas de Custeio, Estocagem e FAC Cooperativas terão encargo anual de 7% e as de Capital de Giro e FAC (com exceção às cooperativas) de 9,5% ao ano.

De acordo com o presidente do CNC, Silas Brasileiro, a manutenção das taxas de juros do Funcafé foi uma vitória ao setor diante do cenário delicado de preços que a cafeicultura vive.

“Essa foi uma grande conquista que obtivemos trabalhando junto ao governo federal, em especial com os Ministérios da Agricultura e da Economia. É válido lembrar que o Plano Safra anunciado elevou os juros em 1% para praticamente todos os outros empréstimos, mas, diante da apresentação que fizemos sobre o momento delicado do café em relação a preços e à liquidez, os representantes do governo foram sensíveis e parceiros ao compreenderem nossa necessidade”, explica.

O prazo para contratação dos recursos do Funcafé na safra 2019 será aberto na próxima segunda-feira, dia 1º de julho, e se estende até 30 de junho de 2020. Até o momento, 35 agentes financeiros manifestaram interesse em operar os recursos do Fundo, totalizando uma demanda de R$ 5,063 bilhões.

Fonte: P1 / Ascom CNC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *