Clima no Vietnã valoriza café robusta

Imprimir

Efeito do clima sobre a produção do Vietnã provoca alta de preços do café robusta (Foto: Roberto Seba/Ed. Globo)

O clima seco no Vietnã, maior produtor mundial de café robusta, tem mantido as cotações externas da variedade em alta e influenciado as cotações da variedade no Brasil, onde a produção é concentrada no estado do Espírito Santo. A avaliação foi divulgada nesta quarta-feira (11/2) pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

O indicador da instituição para o café robusta chegou, com base no mercado capixaba, chegou a R$ 304,24 a saca de 60 quilos na terça-feira (10/2), maior valor desde o início da série histórica, em 2001. A alta acumulada neste mês já é de 5,3%.

“Apesar da forte valorização, as negociações envolvendo a variedade seguem travadas, com produtores aguardando ainda novas altas”, diz a nota do Cepea.

De outro lado, o café arábica teve forte desvalorização nos últimos dias. O indicador do Cepea para a variedae chegou a R$ 463,80 a saca de 60 kg no dia 11.

“As incertezas quanto à safra brasileira de arábica têm provocado fortes oscilações nos preços domésticos e na Bolsa de Nova York (ICE Futures), o que tem deixado produtores retraídos à espera de uma melhor definição do mercado”, avaliam os pesquisadores.

Fonte: Revista Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *