Clima antecipa colheita do café no Espírito Santo e afeta qualidade

Imprimir

A colheita do café conilon já começou no Espírito Santo. Os trabalhos adiantados foram porque o clima também antecipou a maturação dos grãos.

“Até dezembro, teve muita chuva e adiantou o café. Aí em janeiro e fevereiro veio o sol, as altas temperaturas e isso fez o café chegar (ainda) mais rápido”, diz o produtor Romário de Medeiros da Silva.

Mas a safra não deve render como o esperado: é que o clima também prejudicou a qualidade dos grãos.

De acordo com a estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgada em janeiro, o Espírito Santo deveria colher até 11 milhões de sacas neste ano. Mas, com o grão prejudicado, o montante deve ficar em torno de 9 milhões.

A consequência está na hora de vender: com pouca qualidade, o café fica ainda mais desvalorizado. A saca de 60 quilos, que no ano passado foi vendida por R$ 310, ainda não chegou a R$ 300 nesta safra.

Além da qualidade dos grãos, a grande oferta de café no mercado internacional também está ajudando a derrubar os preços.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *