Classificadores da Idaron, que analisaram mais de 300 amostras de grãos, são destaques no Concafé

Imprimir
Classificadores da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), responsáveis pela análise física de 306 amostras de grãos de café, receberam menção honrosa, com direito a divulgação em banner virtual, pelo importante serviço prestado na etapa inicial do Concurso de Qualidade de Café (Concafé).

Nove servidores da Idaron estiveram diretamente envolvidos na etapa de recepção, triagem e codificação individual das amostras dos grãos: cinco classificadores, dois coordenadores e dois estagiários. Destaque para os classificadores Ronyston Vialli (Cacoal), Luciano Mussulin (Nova Brasilândia), Luiz Barros (Porto Velho), Reinaldo Pereira (Alta Floresta) e Jean Santos (Ouro Preto).

Os coordenadores são: Rachel Barbosa da Silva, coordenadora do Programa de Certificação da Produção Vegetal, e Renato da Costa Melo, coordenador do Programa de Classificação Vegetal da Idaron. Também participaram os estagiários Alex Sandro Gima Perin e Elizeu Lucas Lopes Oliveira, do curso de Agronomia da FIMCA.

Num esforço colaborativo, em apoio à organização do Concafé, os profissionais da Idaron fizeram a recepção dos grãos inscritos na competição, a triagem, codificação individual e a pesagem de amostras para análises física, degustativa e contra prova, além da avaliação do tamanho, de acordo com a granulometria da peneira e aferição do teor de umidade das amostras dos grãos.

Equipe da Idaron durante processo de classificação dos grãos inscritos no Concafé

A classificação dos grãos, realizada por classificadores profissionais da Idaron, foi feita através do processo de análise física, com separação e número de grãos por tipo de defeitos intrínsecos e extrínsecos. “A Idaron também foi responsável pelo acompanhamento do processo de análise sensorial e auditoria das propriedades finalistas”, destacou o presidente da Agência Júlio Cesar Rocha Peres, acrescentando que a Agência participa efetivamente do concurso, desde a produção da muda a classificação dos grãos inscritos no Concafé.

CONCAFÉ

O Concafé é organizado pelo Governo de Rondônia, em conjunto com a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC). O objetivo é identificar, premiar e promover os cafés robustas de qualidade que são produzidos com sustentabilidade, no estado. Depois da análise física dos grãos, teve início o processo de análise sensorial (de 2 a 13 de setembro).

A solenidade de premiação do melhor café está prevista para o dia 3 de outubro, na cidade de Cacoal. Participam do concurso os cafeicultores que produziram lotes de café robusta (Coffea canephora) em Rondônia, na safra de 2018/2019.

Equipe da Idaron durante processo de classificação dos grãos inscritos no Concafé

ANÁLISE SENSORIAL

A análise sensorial para a qualidade de bebida é realizada por uma equipe de profissionais com formação “Q Robusta Grader”, licenciados pelo Coffee Quality Institute (CQI), indicados pela BSCA. A análise sensorial é realizada no Instituto Federal de Rondônia, Campus de Cacoal.

Todas as propriedades inscritas na avaliação de sustentabilidade poderão ser auditadas pela comissão organizadora para constatação e validação das informações descritas no questionário.

O concurso é promovido pelo Governo de Rondônia, por meio da Emater-RO (Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia), Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e Idaron, em parceria com a Embrapa Rondônia, BSCA e a ABIC.

Fonte: Secom – Governo do Estado de Rondônia (Por Toni Francis)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *