Cientista descobre método que usa café contra calvície

Imprimir
Uma pesquisadora brasileira desenvolveu tratamento inédito para minimizar o efeito da calvície. A protagonista na fórmula do produto é a cafeína, um estimulante natural, extraída do café.

O xampu foi desenvolvido pela pesquisadora mineira Jackeline Alecrim e foi registrado como “Caffeine’s Therapy” (terapia de cafeína, em tradução livre).

Segundo a pesquisadora, o produto obteve total aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“A fórmula teve nível de satisfação superalto. Atingiu meta de segurança e eficácia. Todos os pacientes que participaram dos testes obtiveram o efeito antiqueda”, afirmou Jackeline.

A cafeína age como estimulante, promovendo melhor circulação sanguínea e nutrição do folículo capilar.

“Há um significativo estímulo do crescimento e surgimento de novos fios já no primeiro mês de uso. Porém, o efeito dependerá de cada indivíduo. Se o folículo estiver saudável e aberto, a fórmula funciona”, disse.

A pesquisadora acrescentou que a cafeína é eficaz também em casos de queda capilar pós-parto, pós-bariátrica e para pacientes que finalizaram tratamentos de quimioterapia.

Para o médico especializado no diagnóstico e cura de doenças do cabelo e do couro cabeludo Douglas Rodrigues, a cafeína pode ajudar a minimizar a calvície em casos onde os cabelos ainda estão vivos, porém muito finos e pouco visíveis a olho nu. “A cafeína é um vasodilatador, aumenta a irrigação sanguínea e oxigênio e nutrientes que o cabelo precisa”.

O médico alerta que a cafeína utilizada nesses produtos é manipulada em laboratório, sintetizada e anidra (sem água), sendo específica para esses usos. “É importante ressaltar que não se deve usar café normal, comprado em supermercado, e passar no cabelo. Assim não funciona. O que funciona é a cafeína concentrada”, frisou o especialista.

O farmacêutico Kaio Bauer afirma que o uso de cafeína como vasodilatador é promissor contra a queda de cabelo. “O uso de produtos que contêm ativos vasodilatadores e energéticos ajuda no crescimento dos fios”, disse.

OPINIÕES

Kaio Bauer, farmacêutico e Douglas Rodrigues, médico (Foto: Divulgação)

A cafeína estimula porque aumenta a irrigação sanguínea, oxigênio e nutrientes que o cabelo precisa” – Douglas Rodrigues, médico

O uso de produtos que contêm ativos vasodilatadores e energéticos ajuda no crescimento dos fios”- Kaio Bauer, farmacêutico

SAIBA MAIS

Efeitos já no primeiro mês de uso

Cafeína
>
Substância vasodilatadora (dilata os vasos), permitindo maior irrigação sanguínea e de nutrientes.
> Usada em produtos para os cabelos, pode estimular o crescimento e diminuir a queda.

O xampu
>
Estudos científicos mostraram 100% de eficácia nos testes de efeito antiqueda (percentual de pessoas que participaram dos estudos e perceberam os resultados).
> As pesquisas comprovam que uma exposição próxima a dois minutos de formulações de xampu com o couro cabeludo já é suficiente para a absorção da cafeína e demais componentes benéficos presentes no extrato.
> O efeito antiqueda normalmente é observado nas primeiras semanas de uso. Já o estímulo do crescimento e o aumento no número de fios dependerá de cada indivíduo.
>
O produto aumenta a vascularização e a nutrição do folículo capilar, além de diminuir a morte celular e aumentar a atividade celular.

Resultados
>
A maior parte dos pacientes apresentou um resultado visível já com três meses de uso.
> O xampu deve ser massageado para ativar a microcirculação e possui uma formulação que rompe facilmente as barreiras de resíduos depositados sobre o couro cabeludo.

Indicações de uso
>
Homens e mulheres com calvície.
> Eficaz também em casos de queda capilar pós-parto, pós-bariátrica e para pacientes que finalizaram tratamentos de quimioterapia.
> Há um significativo estímulo do crescimento e surgimento de novos fios já no primeiro mês de uso. Porém, o efeito dependerá de cada indivíduo. Se o folículo estiver saudável e aberto, a fórmula funciona.

Calvície
>
De acordo com a Sociedade Brasileira do Cabelo (SBC), no segundo semestre de 2018, em média 42 milhões de brasileiros apresentavam calvície.
> A organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que o problema atinge metade dos homens com até 50 anos.
> Pode ser estimulada pelo hormônio masculino testosterona. Também há questões genéticas e emocionais, como estresse e traumas, que podem causar ou piorar o quadro.

Fonte: Especialistas consultados e pesquisa AT.

Fonte: Tribuna Online (Por Regina Trindade)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *