Chuvas e calor menos intenso aliviam condições das lavouras, pontua Cepea

Imprimir
Após as altas temperaturas e a baixa umidade registradas em janeiro, as chuvas retornam às principais regiões produtoras de café do Brasil neste início de fevereiro.

As precipitações e o calor menos intenso nos últimos dias aliviaram, em parte, as condições das lavouras.

Entretanto, agentes consultados pelo Cepea, apontam que, em algumas regiões, os volumes de chuvas ainda têm sido insatisfatórios.

Assim, cafeicultores consultados pelo Cepea devem seguir atentos ao clima nas próximas semanas. Quanto ao mercado interno de arábica, segue lento.

Assim, os preços domésticos tiveram pouca oscilação. Nessa terça-feira, 13, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto em São Paulo, fechou a R$ 408,98/saca de 60 kg, queda de 2,7% em relação à terça anterior, 5.

Quanto ao robusta, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 acima fechou a R$ 304,50/saca de 60 kg nessa terça-feira, 12, leve queda de 0,2% em relação ao dia 5.

Fonte: Cepea

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *