Chuvas devastaram lavouras de café no noroeste do Espírito Santo

Imprimir

No Sudeste, a chuva dos últimos dias provocou mais prejuízo. Em Itaguaçu, no noroeste do Espírito Santo, lavouras de banana e de café foram destruídas. A força da enxurrada devastou as lavouras de café. Seu Darcílio perdeu mais de três mil e 500 pés do grão, um prejuízo de mais de R$ 30 mil. “A enchente inundou rapidamente. Arrancou tudo e eu perdi a lavoura e meu carro”, comentou entristecido. Em todo município de Itaguaçu, no noroeste do Espírito Santo, mais de 50 propriedades foram afetadas pela cheia dos córregos.

O café é a principal base econômica do município e foi a cultura mais afetada pela enchente. A próxima safra que estava estimada em 400 mil sacas do grão deve ter uma queda de pelo menos 20%.

Os bananais também foram destruídos pela força das águas. Em um assentamento, mais de 3 mil pés em produção foram perdidos. O que restou foi um amontoado de canos de irrigação e pés de banana. O nível do Córrego Grande subiu mais de seis metros e também causou estragos em propriedades. O prejuízo para o produtor é de mais de 10 mil reais.

O agricultor José Ricardo Trento comentou que perdeu café, milho, todos os eletrodomésticos, a bomba de irrigação está comprometida, ferramentas desapareceram e muitas galinhas.

Mais de 10 pontes ficaram destruídas ou danificadas. O escoamento da produção está comprometido. "Vai demorar para recuperar, no mínimo seis meses. Muitas propriedades estão ilhadas e nem temos como chegar até elas”, explicou João Luiz Becalli, secretário de Agricultura de Itaguaçu.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *