Chuva reduz temores de safra menor de café na Índia

Imprimir

A intensificação das chuvas de monções em importantes regiões produtoras de café da Índia tem contribuído para reduzir os temores sobre o volume que deve ser colhido no ano comercial 2012/13 e controlar a disseminação de uma praga agrícola, disseram executivos do setor nesta quarta-feira. "As chuvas das últimas semanas têm sido bastante favoráveis. Acreditamos agora que a produção deve ficar mais ou menos em linha com o previsto", projetou o presidente da Associação de Exportadores de Café da Índia, Ramesh Rajah.

Executivos da indústria haviam dito que a produção no próximo ano comercial, que começa no dia 1º de outubro, poderia cair abaixo da estimativa do governo de 325.300 toneladas, porque a seca afetou o desenvolvimento das plantações no maior Estado produtor, Karnataka, que responde por 70% da produção nacional. Com o aumento das precipitações nas últimas semanas, o déficit de chuvas em Karnataka encolheu para cerca de 20%, ante 50% durante os dois primeiros meses da temporada de monções.

A melhora esperada para as condições das lavouras pode ajudar a reduzir os preços locais e tornar viável a exportação de parte do volume produzido. Os embarques haviam sido praticamente interrompidos porque os preços domésticos estavam de 5% a 12% acima dos preços globais, com preocupações com uma possível queda da produção. A Índia é o terceiro maior produtor de café da Ásia, depois do Vietnã e da Indonésia.

De acordo com um membro do Conselho de Café de Karnataka, Anil Kumar Bhandari, o prejuízo projetado durante a primeira etapa da temporada de monções era "enorme", mas a situação melhorou após a intensificação das chuvas. Além do ressecamento das plantas, a seca prolongada nas principais regiões produtoras de café da Índia também havia ajudado a disseminar uma praga agrícola, a broca branca do tronco, que afeta principalmente as plantações de arábica e faz murchar os pés de café. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *