Chuva prejudica colheita e umidade ameaça qualidade do arábica, informa Cepea

Imprimir
As negociações envolvendo o café arábica seguem calmas, com grande parte dos produtores focada na colheita. Nessa quarta-feira, 8, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto em São Paulo, fechou a R$ 488,18/saca de 60 kg, alta de 6,55% em relação à quarta-feira anterior, 1º.

Pesquisadores do Cepea indicam que a alta umidade devido às recentes chuvas vem diminuindo o ritmo da colheita e do beneficiamento, limitando as negociações do grão e preocupando produtores. Além disso, a umidade pode ameaçar a expectativa de safra de alta qualidade da variedade.

Quanto ao café robusta, as negociações também estão lentas, mesmo com maior volume disponibilizado no mercado. O Indicador CEPEA/ESALQ do robusta tipo 6 peneira 13 acima fechou a R$ 389,54/saca de 60 kg na quarta-feira, estável em relação à quarta anterior.

Diferentemente do arábica, a colheita de robusta segue em ritmo acelerado tanto no Espírito Santo quanto em Rondônia. Nos dois estados, o volume colhido já passou da metade da produção estimada e as atividades estão previstas para serem finalizadas em meados de julho.

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *