Chuva impacta a qualidade do café e produtores podem decretar estado de emergência em MG

Imprimir
A colheita do café avança no sul de Minas Gerais, mas o resultado não é animador. Segundo a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG), a qualidade do grão foi fortemente afetada nesta safra. A chuva derrubou entre 30% e 40% dos grãos precocemente e as perdas devem ser significativas.

Diante deste cenário, a comissão de cafeicultura da FAEMG pretende recorrer ao Governo Federal para minimizar os prejuízos dos produtores da região, que certamente vão ter queda de rentabilidade por conta da baixa qualidade do grão. Entre as alternativas, estuda-se decretar estado de emergência, o que facilitaria aos produtores na renegociação de dívidas.

Segundo o presidente da comissão, Breno Mesquita, ainda é cedo para falar em perdas em produtividade, pois só após o fim da colheita vai ser possível estimar a quebra desta safra.

De acordo com o último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra do café em 2016 vai passar de 49 milhões de toneladas, com mais de 1.900 mil hectares cultivados. Minas Gerais responde por 28,5 milhões de sacas, sendo o sul e o centro do estado as regiões com maior crescimento e estimativa de produção 38% maior nesta temporada.

Fonte: InfoMoney / Datagro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *