Chuva de granizo surpreende cafeicultores do Espírito Santo

Imprimir

Frustrado, o cafeicultor Arthulino Salvador caminha entre o que restou dos 70 mil pés de café. A propriedade dele fica no Córrego Negro, em São Domingos do Norte, Espírito Santo. O produtor esperava colher 1.200 sacas na próxima safra, em vez disso, o prejuízo será enorme.

A chuva de granizo durou apenas 10 minutos, tempo suficiente para devastar lavouras inteiras. Em uma propriedade que tem 60 mil pés de café não sobraram folhas, nem grãos. A perda foi total. O cafeicultor Domingos Calixto perdeu metade da lavoura de café, 5 mil pés de pepino e 500 de banana.

A prefeitura agora faz um levantamento das áreas afetadas e garante que vai prestar assistência aos produtores. “A gente pede que os produtores afetados não tomem iniciativa sozinhos, procurem a secretaria de Agricultura que vamos prestar toda a assistência”, explica Paulo Bruni, secretário municipal de Agricultura.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *