Chá e café poderiam ter propriedades antimicrobianas

Imprimir

Os bebedores de chá e café, ao que parece, têm probabilidades menores de portar em seus narizes o Staphylococcus aureus resistente à meticilina (SARM), difundiu hoje uma publicação especializada.

Pesquisadores da Universidade de Carolina do Sul, na cidade de Charleston, observaram em um estudo com mais de 5.500 pessoas que essas infusões reduzem a presença do microrganismo no nariz.

No entanto, ainda não está claro se os que têm menos SARM nas fossas nasais têm menores probabilidades de adoecer por infecção microbiana, indicaram especialistas na publicação Annals of Family Medicine.

De acordo com os cientistas, ao redor de um por cento das pessoas nos Estados Unidos tem SARM no nariz, mas isso não significa que adoeçam.

Também não podem afirmar que o chá e o café sejam a causa real de uma menor propensão a padecer essa infecção.

Para o estudo levaram em conta fatores como a idade, saúde dos pacientes, rendimentos, mas mesmo assim os resultados obtidos sugerem que ingerir chá e café minimiza a presença do microrganismo nas fossas nasais.

Segundo Eric Matheson, autor principal da investigação, estas conclusões podem conduzir ao desenvolvimento de um novo método para evitar doença causada por SARM, que seja "econômico e de fácil acesso".

Fonte: Prensa Latina

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *