Campanha promoverá Café Brasileiro

Imprimir

Pela primeira vez em mais de 20 anos, o setor privado, em parceria com o governo, começará uma campanha de marketing para promover o café brasileiro dentro e fora do país. Com um custo estimado em R$ 26 milhões para o período de 2013 a 2016, a campanha vai divulgar o produto por meio do slogan "Brasil, País do Café". O objetivo será agregar valor ao grão de olho nos eventos esportivos que serão realizados no país, como a Copa, em 2014, e a Olimpíada, em 2016.

A campanha pretende "vender" o Brasil como o país do café, assim como já foi feito com a caipirinha anos atrás. Toda a estratégia a ser desenvolvida estará atrelada a quatro pilares principais: diversidade, origem, qualidade e sustentabilidade. Nesse contexto, serão destacados que o país produz quase todos os tipos de cafés que o mercado deseja, em razão das condições naturais favoráveis ao cultivo, como clima e solo, e também à infraestrutura disponível para o processamento do grão. De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra 2012/13 será de 50,4 milhões de sacas.

O acordo foi costurado, em Brasília, na sede do Ministério da Agricultura durante esta semana. Os representantes das entidades do setor se juntaram ao secretário executivo da pasta, José Carlos Vaz, e ao diretor do Departamento do Café, Edilson Alcântara, para avaliar conceitos e posicionamento do plano de marketing para os cafés do Brasil. "Nosso objetivo é organizar o setor e dar força para que o consumo continue crescendo nos próximos anos", disse o diretor do Departamento do Café (DCAF), Edilson Martins Alcântara, subordinado à Secretaria de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura. O consumo per capita no país é estimado em 83 litros por ano, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic).

O argumento será que o Brasil possui diversas regiões produtoras de café, cada uma com suas características exclusivas. A intenção é desenvolver o conceito de que os tipos do grão e a qualidade são diversas. "Vamos chamar as melhores empresas de publicidade do país para apresentar o café nacional durante os próximos eventos mundiais que acontecerão no Brasil. A campanha vai ajudar a fortalecer o posicionamento do país nesse mercado, destacando as produções de qualidade e sustentáveis dos cafeeiros", disse Alcântara

Em relação à qualidade, será mostrado que a cafeicultura brasileira – considerada uma das principais fontes mundiais de cafés diferenciados – tem nela seu diferencial. A campanha buscará reforçar a imagem do país nessa direção, com ênfase particular nas variedades destinadas aos cafés especiais.

A divulgação enfocará, ainda, que o país é um importante produtor de cafés sustentáveis e certificados. "Hoje em dia, a sustentabilidade é um atributo cada vez mais valorizado por empresas e consumidores em diversos países. Por isso, ela será usada como um pilar no posicionamento dos Cafés do Brasil", disse o presidente-executivo do Conselho Nacional do Café (CNC), Silas Brasileiro. "Com isso em mãos, vamos investir no marketing", disse.

Fonte: Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *