Cafeicultura Brasileira e o abismo de incertezas que tiram o sono dos produtores

Imprimir
Por Gustavo Costa de Oliveira*

Há anos que o café vem se destacando nas exportações brasileiras e em 2017, segundo o site notícias agrícolas, ele se manteve entre os 10 produtos mais exportados do país e superou os 30 milhões de sacas conforme dados do CECAFE. Porem, devido a grandes oscilações de mercado, lei de oferta e procura, insegurança política e vários outros fatores, seu preço vem se degradando e tirando o sono daqueles que dependem, direta ou indiretamente, dos negócios ligados a este produto.

Se em anos anteriores a escassez hídrica foi um dos principais vilões dos produtores de café, este ano a queda no preço e a alta em todos os outros segmentos que envolvem este cultivo tem deixado os mesmos submergidos em um mar de incertezas. Muitos não sabem, nem mesmo se irão conseguir adquirir fertilizantes de forma que possam atender as necessidades das lavouras.

Para tornar a vida de quem lida com café ainda mais incerta, as notícias que correm nos bastidores é que grande parte dos fornecedores de insumos, devido principalmente a alta do dólar, não irão conseguir atender a demanda dos produtores se os mesmos resolverem adquirir para cobrir todas as etapas de adubação anual, afinal, os fornecedores com a incerteza do mercado não compraram matéria prima suficiente.

Contudo, as incertezas que rondam a cafeicultura brasileira não têm afetado o plantio de novas áreas, afinal, todos os viveiros mantem produção a todo vapor e praticamente todas as mudas já encomendadas. Porém, os investimentos em infraestrutura por parte dos produtores nem sempre acompanham o mesmo ritmo do plantio o que acaba deixando no ar uma insegurança com a qualidade do produto que irá chegar no mercado nos próximos anos.

*Gustavo Costa de Oliveira – CRA-MG 01-055233/D – Bacharel em Administração de Empresas pela Universidade do Estado de Minas Gerais, Pós graduado em Engenharia de Produção pela Universidade Cândido Mendes – RJ

2 thoughts on “Cafeicultura Brasileira e o abismo de incertezas que tiram o sono dos produtores

  • 30/08/2018 at 12:54 pm
    Permalink

    Realmente é a pura verdade no noticiário acima,trabalhei muito com o café gostei muito d cultivar-Los, porém a desmotivacão de muitos produtores asim como eu de alguns anos pra ca era justamente por causa disso, o investimento estava saindo mais caro do que o faturamento.
    Mas tenho vontade de voltar para o café, mas como um técnico agrônomo, técnico degustação de qualidade, se caso estiver alguém que me indica um curso deste ficarei muito grato, sou Reginaldo moro em Vitória ES, um grande abraço tenho acompanhado a página do Centro comércio de café s Minas Vocês estão de parabéns.

    Reply
    • 30/08/2018 at 2:21 pm
      Permalink

      Prezado Reginaldo
      Agradecemos seu comentário aqui no site e enfatizamos a importância dos produtores aqui. Obrigado pela constante visita!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *